Inteligência Artificial

Inteligência Artificial ajuda a desvendar mistério sobre obra de Rafael

Pintura atribuída a Rafael graças à inteligência artificial é exibida ao público pela primeira vez

Por Equipe Editorial - agosto 15, 2023
326 0
Pinterest LinkedIn

A inteligência artificial, em 2023, foi fundamental para solucionar um debate que já durava 40 anos a respeito de uma pintura conhecida como “de Brécy Tondo”, agora considerada provavelmente obra do famoso artista renascentista Rafael de Sanzio. Agora, a obra será exibida ao público pela primeira vez na Cartwright Hall Art Gallery em Bradford, Inglaterra.

Inteligência artificial
O de Brécy Tondo foi identificado após a pesquisa de um professor da Universidade de Bradford sobre o reconhecimento de pinturas de antigos mestres. Fotografia: © Universidade de Nottingham

Durante anos, “de Brécy Tondo” foi considerada uma cópia de uma obra de Rafael feita na era vitoriana, em grande parte por causa de sua semelhança com o retábulo da Madona Sistina. Hassan Ugail, professor da Universidade de Bradford e diretor do centro de computação visual da universidade, desenvolveu um modelo de inteligência artificial capaz de identificar pinturas de antigos mestres e recentemente disse ter certeza de que a pintura é de Rafael.

Leia também – Rafael: a perfeição no Renascimento Pleno

Inteligência artificial
“de Brécy Tondo”

“Meus modelos de IA parecem muito mais profundos em uma imagem do que o olho humano, comparando detalhes como pinceladas e pigmentos. Testar essa pintura usando o novo modelo de IA mostrou resultados surpreendentes, confirmando que é muito provável que seja de Rafael”, disse Ugail ao jornal Guardian.

Inteligência artificial
“de Brécy Tondo” e “Madona Sistina”

Os métodos modernos de Ugail são reforçados pela opinião de acadêmicos que estudaram a pintura, incluindo um de seus colegas da Universidade de Bradford, Howell Edwards, um especialista em espectroscopia molecular que descobriu que os pigmentos usados ​​em “de Brécy Tondo” colocaram firmemente a obra no período renascentista.

“Juntamente com meu trabalho anterior usando reconhecimento facial e combinado com pesquisas anteriores de meus colegas acadêmicos, concluímos que o Tondo e a Madona Sistina são, sem dúvida, do mesmo artista”, disse Ugail ao Guardian .

Inteligência artificial
“Madona Sistina”, de Rafael Sanzio (1512)

Ugail diz que seu programa, em conjunto com a experiência humana, pode levar a uma “autenticação mais fácil” de obras de arte e “maior transparência”.

Não foi possível salvar sua inscrição. Por favor, tente novamente.
Sua inscrição foi bem sucedida.

Você quer receber informações sobre cultura, eventos e mercado de arte?

Selecione abaixo o perfil que você mais se identifica.

Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários