mercado

Certificado de autenticidade: tudo que você precisa saber

Se você deseja ser visto como uma figura importante no mercado de arte, esse documento é essencial.

Por Equipe Editorial - julho 24, 2020
221 0
Pinterest LinkedIn

Provavelmente, o certificado de autenticidade, ou COA, é um dos documentos mais essenciais que você deve incluir no processo de venda do seu trabalho artístico.

Muitos artistas se perguntam por onde começar. Pensando em ajudá-los, criamos essa matéria com todas as informações necessárias a respeito desse documento.


O que é um certificado de autenticidade?

Trata-se de um documento oficial que comprova que o trabalho é genuíno e autêntico. É uma ferramenta útil para provar a procedência, a qualidade e a garantia ao comprador de que a obra é produzida pelo próprio artista.

Idealmente, ele deve acompanhar todas as obras de arte que forem construídas, independentemente de serem vendidas ou não. No caso de uma venda, um certificado de autenticidade é normalmente um dos primeiros documentos fornecidos ao comprador.


Por que o certificado é importante?

Vivemos num mundo onde a falsificação é bastante comum, graças à internet.

Este documento ajuda na prevenção da falsificação. O artista investe seu tempo, dinheiro e talento em sua obra; portanto, é importante que tenham alguma prevenção aos riscos que sofrem.

Além do certificado de autenticidade funcionar como um recibo de venda, caso o trabalho aumente de valor ao longo do tempo, o COA atua como um documento físico que “rastreia” a procedência do trabalho, delimitando quem esteve em sua posse.

Falsificação de obra de arte

Como escrever um certificado de autenticidade?

Depois de saber o que é e sua importância, agora é necessário aprender a fazer um.

Separamos a seguinte estrutura a ser seguida para a elaboração do documento:

  1. Nome do artista
  2. Título da obra
  3. Ano de conclusão
  4. Dimensões totais
  5. Materiais (tipos de tinta, tela, papel, etc.)
  6. Número da edição, caso seja múltiplo
  7. Imagem em alta resolução da obra
  8. Informações adicionais (do que se trata a obra, como conservá-la, etc.)
  9. Declaração de autenticidade (duas ou três linhas)

Seu certificado de autenticidade atua como uma extensão de sua obra de arte; portanto, se você deseja ser visto como uma figura importante no mercado de arte, seu documento precisa parecer profissional.

Aqui está um modelo:

Certificado de autenticidade

Veja também


Não foi possível salvar sua inscrição. Por favor, tente novamente.
Sua inscrição foi bem sucedida.

Você quer receber informações sobre cultura, eventos e mercado de arte?


Selecione abaixo o perfil que você mais se identifica.


Fontes

Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários