O que foi o neo-concretismo?

0
2878

O Movimento Neoconcreto (1959-1961) foi um movimento artístico brasileiro, que se desenvolveu a partir do Grupo Frente, do Rio de Janeiro, uma coalizão de artistas que trabalhavam na Arte Concreta.

Os artistas neoconcretos rejeitaram a abordagem puramente racionalista da arte concreta e adotaram uma arte mais fenomenológica e menos científica.

Procuravam novos caminhos dizendo que a arte não é um mero objeto: tem sensibilidade, expressividade, subjetividade, indo muito além do mero geometrismo puro.

Ferreira Gullar inspirou a filosofia neoconcreta através de seu ensaio “Teoria do Não-Objeto” (1959) e escreveu o “Manifesto Neoconcreto” (1959), que definiu o que deveria ser a arte neoconcreta.

Ferreira Gullar
Ferreira Gullar(crédito: fronteiras do pensamento)

Os principais artistas do Neoconcretismo

Lygia Clark

Lygia Clark
Lygia Clark
Lygia Clark, Bicho Linear
Lygia Clark, Bicho Linear

Hélio Oiticica

Hélio Oiticica
Hélio Oiticica
Metaesquema 1958 Hélio Oiticica
Metaesquema 1958 Hélio Oiticica 1937-1980 Purchased with assistance from the American Fund for the Tate Gallery

Lygia Pape

Lygia Pape
Lygia Pape. Língua esfaqueada
Lygia Pape: Livro do tempo (Book of Time), 1961-1963
Lygia Pape: Livro do tempo (Book of Time), 1961-1963 | Projeto Lygia. foto: Paula Pape

Os neoconcretos eram contra as atitudes cientificistas e positivistas na arte. A recuperação das possibilidades criadoras do artista (não mais considerado um inventor de protótipos industriais) e a incorporação efetiva do observador (que ao tocar e manipular as obras torna-se parte delas) apresentam-se como tentativas de eliminar a tendência técnico-científica presente no concretismo.

O movimento neoconcreto nunca conseguiu impor-se totalmente fora do Rio de Janeiro, sendo largamente criticado pelos concretistas ortodoxos paulistas, partidários da autonomia da forma em detrimento da expressão e implicações simbólicas ou sentimentais.

O Manifesto Neoconcreto

No dia 23 de março de 1959, o Suplemento Dominical do Jornal do Brasil , dirigido por Reynaldo Jardim , participante do movimento, publicou o ‘Manifesto Neoconcreto’, assinado por ele mesmo, além de Ferreira Gullar, Theon Spanudis, Amílcar de Castro, Franz Weissmann, Lygia Clark e Lygia Pape.

As primeiras exposições de arte neoconcreta

No mesmo dia da publicação do Manifesto, ocorreu a 1ª Exposição de Arte Neoconcreta, no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, com a presença dos sete artistas assinantes do Manifesto.

Foto: revista Cruzeiro / © Projeto Lygia Pape e Museo Nacional Centro de Arte Reina Sofía
A artista Lygia Pape posa ao lado de uma de suas gravuras na Exposição Nacional de Arte | Foto: revista Cruzeiro / © Projeto Lygia Pape e Museo Nacional Centro de Arte Reina Sofía

Duas outras exposições nacionais de arte neoconcreta ocorreram nos anos seguintes: uma em 1960, no Ministério da Educação, no Rio de Janeiro, e outra em 1961, no Museu de Arte Moderna de São Paulo.

Quer se aprofundar no Movimento Neo-concreto?

Aqui vão dois textos aprofundados sobre o movimento que pode interessar a você:

  1. SUPLEMENTO DOMINICAL DO JORNAL DO BRASIL E NEOCONCRETISMO: relações e manifestações

http://livros01.livrosgratis.com.br/cp090384.pdf

2. MANIFESTO NEOCONCRETO: Dissertação de mestrado

https://arteref.com/wp-content/uploads/2018/12/MANIFESTO-NEOCONCRETO.pdf

 

Artigo anteriorConheça a dupla de artistas Detanico e Lain
Próximo artigoConheça os diferentes tipos de Leilões
Avatar
Estudou cinema na NTFS( UK), Administração de Empresas na FGV e Química na USP. Trabalhou com fotografia, cinema autoral e publicitário em Londres nos anos 90 e no Brasil desde então. Sua formação lhe conferiu entre muitas qualidades, uma expertise em estética da imagem, habilidade na administração de conteúdo e pessoas e conhecimento profundo sobre materiais. Por muito tempo Paulo participou do cenário da produção artística em Londres, Paris e Hamburgo de onde veio a inspiração para iniciar o Arteref no Brasil: Um local para unir pessoas com um mesmo interesse, a arte contemporânea. Faz o contato e organiza encontros com os curadores, artistas e colecionadores que representam o conteúdo do qual falamos no Arte Ref

Comente:

Please enter your comment!
Please enter your name here