Curiosidades

7 termos franceses usados em arte que você precisa saber

Por Equipe Editorial - junho 19, 2019
50969 0
Pinterest LinkedIn

Avant-garde

vanguarda (do francês  avant-garde) significa, literalmente, a guarda avançada ou a parte frontal de um exército. Seu uso metafórico data de inícios do século XX, se referindo a setores de maior pioneirismo, consciência ou combatividade dentro de um determinado movimento social, político, científico ou artístico. Nas artes, a vanguarda produz a ruptura de modelos preestabelecidos, defendendo formas antitradicionais de arte nas fronteiras do experimentalismo.

Liubov Popova
Air Man Space (125 x 107 cm), Liubov Popova

Trompe-l’oeil

Trompe-l’oeil é uma técnica artística que, com truques de perspectiva, cria uma ilusão óptica que faz com que formas de duas dimensões aparentem possuir três dimensões. Provém de uma expressão em língua francesa que significa “engana o olho” e é usada principalmente em pintura e arquitetura.

Correggio. Cúpula afresco na catedral, cena: Anunciação, visão geral

Vernissage

É um evento cultural que organiza pintores, escultores e fotógrafos. Podemos definir como um encontro prévio à inauguração de uma mostra de arte. O vernissage também pode ser individual (apenas um artista expositor) ou coletivo (mais de um expositor). A finalidade é que os presentes conheçam as obras do artista e a divulguem.

Em exibições oficiais, como as exibições de verão da Academia Real de Arte da Grã-Bretanha, os artistas, antigamente, davam os retoques finais nos seus trabalhos, envernizando-os (Turner ficou conhecido por fazer mudanças significativas em seus trabalhos no dia da vernissage enquanto seus colegas apenas os envernizavam, daí a origem do termo em francês; vernissage = envernizado). O grupo de patronos e a elite visitam a Academia durante o dia de envernizamento se antecipando à abertura formal da mostra e criando, dessa forma, a tradição de celebrar a finalização de uma obra de arte ou uma série delas com amigos e colaboradores.

vernissage

Mise en scène

Mise en scène é uma expressão francesa que está relacionada com encenação ou o posicionamento de uma cena. O mise en scène também está relacionado à direção ou produção de um filme ou peça de teatro.
Esta expressão surgiu na época das apresentações de peças teatrais clássicas na França, no século XIX, para definir o movimento dos personagens pelo cenário e o posicionamento dos objetos no palco.

Também pode ser considerado mise en scène tudo aquilo que aparece no enquadramento, por exemplo: atores, iluminação, decoração, adereços, figurinos, etc.

O termo, no entanto, ficou conhecido por ser empregado nos primeiros “filmes de autor” no começo do século XX. Cada “diretor-autor” tinha o seu modo particular de construir uma cena, ficando conhecido por seu mise en scène (modo de posicionar a cena, ou seja, os efeitos de luz, enquadramento da câmera, entonação de voz, gestos e movimentos no cenário, etc).

Não ficando limitado apenas à parte técnica da produção, o mise en scène possui uma característica marcante em cada “cineasta-autor” pelo teor dramático que transmite, ao mesmo tempo que utiliza de modos não convencionais de construir a cena.

Guerra e Paz em uma encenação do Teatro Submarino Amarelo
“Guerra e Paz” em uma encenação da companhia Théâtre du Sous marin jaune

Passe-partout (or passepartout)

É o termo francês para um tapete, um papel ou, mais geralmente, folha de papelão com um recorte, que é colocado sob o vidro em um quadro. A imagem (uma foto ou impressão, desenho, etc.) é colocada por baixo, com o recorte enquadrando-a.

O passe-partout serve para dois propósitos: primeiro, para evitar que a imagem de toque o vidro, e, segundo, para enquadrar a imagem e aumentar seu apelo visual. O recorte nesse modelo geralmente é chanfrado para evitar fazer sombras na imagem. A palavra também pode ser utilizada para a fita adesiva utilizada para fixar a parte de trás da imagem na sua armação. O termo do final do século XVII significa literalmente “passa em todos os lugares”.

Passepartout

Catalogue Raisonné

Catalogue Raisonné (ou Catálogo raisonné) é a uma publicação com a lista dos trabalhos artísticos de um artista. Um catálogo raisonné é uma lista abrangente de todas as obras de arte conhecidas por um artista em um determinado meio ou todos os meios de comunicação. As obras são descritas para que possam ser identificadas de forma confiável por terceiros.

Os parâmetros podem ser restritos a um tipo de trabalho a todas as obras ou até a um grupo de artistas. Pode demorar muitos anos para completar um catálogo raisonné e grandes equipes de pesquisadores, às vezes, são empregados na tarefa.

Catalogue Raisonné

Oeuvre

É o que chamaríamos em português de obra-prima. Antigamente se referia ao trabalho que o estudante apresentava para receber o título de mestre. Hoje significa o corpo completo de obras realizadas por um criador em particular.

7-Picasso_catalogue_raisonné-

Comentários

Please enter your comment!
Please enter your name here