artes tradicionais

Mosaicos: da antiga mesopotâmia ao design contemporâneo

Veja como se deu a trajetória de produção dessa categoria artística

Por Equipe Editorial - agosto 5, 2019
321 0
Pinterest LinkedIn

Desde os tempos antigos, os mosaicos fascinaram com suas cores deslumbrantes e estética distinta. Muitas vezes feitas de azulejos coloridos de vidro meticulosamente organizados, os mosaicos oferecem uma abordagem atraente à arte e à decoração.


O que são mosaicos?

Mosaicos são assemblages (colagens com objetos e materiais tridimensionais) compostos de tessera (pequenos pedaços de vidro, pedra ou outros materiais baseados na natureza). Quando feitos de vidro, estas peças são tipicamente cortadas em quadrados ou moldadas usando ferramentas especiais. Os azulejos ou fragmentos são então organizados em padrões, imagens e outros desenhos decorativos que são mantidos juntos por um adesivo e argamassa.


História

Os mosaicos têm sido uma forma de arte popular em várias culturas ao redor do mundo. Os primeiros conhecidos foram encontrados em um templo mesopotâmico em aproximadamente 3000 a.C. Compostas de marfim, conchas e pedras, essas peças abstratas e decorativas lançaram as bases para os mosaicos feitos milhares de anos depois na Grécia Antiga e no Império Romano. Diferentemente dos fabricantes de mosaicos da Mesopotâmia, no entanto, os artistas clássicos optaram por criar figuras, padrões e motivos em suas obras desse estilo.

mosaicos; Close de detalhe em mosaico no piso da Vila dos Pássaros em Alexandria, Egito (© Ariadne Van Zandbergen:Alamy)
Close de detalhe em mosaico no piso da Vila dos Pássaros em Alexandria, Egito (© Ariadne Van Zandbergen:Alamy)

Do século IV até a Renascença, os mosaicos surgiram nas basílicas católicas em toda a Itália. Essas obras de vidro etéreas adornavam os tetos e o chão, e geralmente retratavam retratos transcendentes de santos e outras figuras bíblicas.

Os mosaicos também são um marco da arquitetura islâmica primitiva, mostrando-se particularmente populares nos séculos VII e VIII. Essas obras geralmente apresentam formas geométricas repetidas, cores vivas e padrões ornamentados e aparecem tanto dentro quanto nas fachadas de mesquitas.

Teto do Mausoléu do poeta persa Hafez em Shiraz, província de Fars, Irã.
Teto do Mausoléu do poeta persa Hafez em Shiraz, província de Fars, Irã.

Durante a Idade Média, os mosaicos eram centrais para a arte bizantina. Muitas vezes retratos, estas peças são conhecidas por seus detalhes intricados e uso liberal de folha de ouro brilhante. Enquanto a maioria destes trabalhos foram destruídos, aqueles que permanecem são celebrados como alguns dos mosaicos mais esplêndidos do mundo.

Mosaico de Ravenna
Mosaico de Ravenna

Com o advento da arte renascentista (c.1400), a confecção de mosaicos declinou gradativamente, haja vista que a pintura em afrescos oferecia um maior realismo estético.


O mosaico e a pintura

O mosaico é uma das formas de arte mais próximas da pintura, ambos apresentando uma imagem bidimensional. Além disso, tanto o mosaico como a pintura são adequados para a decoração de superfícies em grande escala. No entanto, ao contrário do pintor, o mosaicista é limitado em sua paleta de cores, por sua escolha de materiais.

É extremamente difícil conseguir a mesma variação tonal de luz e sombra que pode ser obtida usando tinta a óleo, cujo espectro de cores é enorme. Mesmo assim, a arte em mosaico possui atributos que a tornam mais eficaz para efeitos de distância. A principal delas são as qualidades de captura de luz das tesselas de vidro usadas, que podem ser ainda mais aprimoradas pela aplicação de folhas de ouro / prata na parte de trás das peças de vidro, ou definindo estas últimas em um ângulo refletivo.


Século XXI

Após um retorno de produção a partir do século XIX, agora, os mosaicos podem ser feitos usando software de projeto assistido por computador (CAD). Esses programas podem ser empregados por pessoas individualmente ou por sistemas de manufatura robótica. De modo a acelerar o processo de criação de mosaicos, eliminar erros e reduzir custos, eles estão agora sendo montados por robôs controlados por computador, e não à mão. A produção pode ser 10 vezes mais rápida com menos erros.


Veja mais


Você gostaria de receber nossos e-books sobre o mercado de arte?

[sibwp_form id=1]


Fontes

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificar de