Artista da Semana

Franz Marc e os 10 fatos curiosos sobre a sua vida

Entenda sua incrível trajetória artística e seus impactos nas artes moderna e contemporânea.

Por Equipe Editorial - julho 31, 2020
1145 1
Pinterest LinkedIn

Biografia e trajetória artística

Franz Marc (Alemanha, 1880–1916) foi pintor, gravador e um dos principais membros do movimento expressionista alemão. Nascido em Munique, estudou na Academia de Belas Artes da cidade.

Posteriormente, viajou para a Paris, onde foi profundamente influenciado pelas obras expostas em museus, galerias de arte e, principalmente, pelos trabalhos de de Vincent van Gogh e outros artistas pós-impressionistas.

Em 1910, Marc conheceu Wassily Kandinsky (1866-1944), que era, na época, um membro do influente grupo de artistas expressionistas, Neue Künstlervereinigung (“Associação de Novos Artistas”). Após um certo período, eles romperam com o movimento anterior e fundaram o Der Blaue Reiter (“O Cavaleiro Azul”).


Der Blaue Reiter

Foi um movimento que reuniu artistas de arte abstrata entre 1911 e 1914 e contribuiu para a consolidação desse estilo de pintura.

Em 1911 foi organizada a “Primeira Exposição dos Editores do Cavaleiro Azul”, (1911) na Moderne Galerie Tannhäuser, Munique. 43 obras foram exibidas por 14 artistas, incluindo artistas como Kandinsky, Franz Marc, Henri Rousseau, David e Vladimir Burlyuk, Albert Bloch e August Macke. Seus trabalhos eram diversos, mas, geralmente, refletiam um interesse em experimentação livre e expressão espiritual, em oposição a uma representação objetiva.

Durante esse período, o trabalho de Marc tornou-se cada vez mais abstrato na natureza, exibindo influências do futurismo e do cubismo. Em particular, seu trabalho é caracterizado por frequentes representações de animais e um forte uso de cores.

Uma das principais causas para o movimento ter durado apenas três anos se deu pelas tensões entre os países durante a Primeira Guerra Mundial. Os artistas russos eram expulsos de volta à sua terra natal, enquanto os alemães, incluindo Marc, foram recrutados para o serviço militar. Quando todos se dispersaram, o movimento se desvaneceu.


Morte e legado

Logo após o início da Primeira Guerra Mundial, Franz Marc foi convocado a servir. Morreu em combate dois anos depois, em Braquis, França (1916).

Ele fez parte da consolidação do Expressionismo Abstrato e serviu de influência para movimentos / escolas subsequentes, como Dadaísmo e Bauhaus. Seu impacto ainda alcança as obras de artistas como Piet Mondrian e Jackson Pollock.

Hoje, mais de cem anos após sua morte, Franz Marc é considerado um dos pintores mais influentes da Alemanha devido ao seu estilo único, poética altamente criativa e a capacidade de transformar o comum em algo extraordinário.

Suas obras podem ser encontradas nas coleções de muitas das principais instituições públicas e privadas, incluindo: Guggenheim, Museu de Arte Moderna de Nova York, Instituto de Arte de Chicago, Kunstmuseum Basel, etc.


Principais obras de Franz Marc

Franz Marc - The Large Blue Horses (1911)
The Large Blue Horses (1911)
Franz Marc - Yellow Cow (1911)
Yellow Cow (1911)
Franz Marc - The Foxes (1913)
The Foxes (1913)
Franz Marc - Dog Lying in the Snow (1911) (1)
Dog Lying in the Snow (1911)
Franz Marc - Fate of Animals (1913)
Fate of Animals (1913)

Curiosidades de Franz Marc

1- Inicialmente, seu estilo de pintura era realista

Os primeiros trabalhos de Franz foram influenciados desde cedo por seu pai, Wilhelm Marc, um pintor de paisagens. É apenas quando ele tem contato com a pintura francesa que seu estilo passa a mudar.

Para exemplificar como eram as obras do artista antes de mergulhar no expressionismo, separamos uma obra de 1902, onde Franz retrata sua mãe, Sophie. Observe como o uso de cores e quantidade de detalhes diferem das obras que apresentamos acima.

Franz Marc
Portrait of the Artist’s Mother (1902)

2 – Sua trajetória artística foi acompanhada por uma grande instabilidade emocional

Sua visão religiosa, transmitida pela mãe, estava em descompasso com o movimento juvenil de Munique e a crescente atmosfera boêmia da cidade. Ainda nesse contexto, Marc esteve envolvido em uma série de relacionamentos conturbados, incluindo um caso que durou muitos anos com Annette Von Eckardt e um casamento com a artista Marie Schnür, que durou menos de um ano.


3 – Encantado pelos gregos

Em 1906, viajou com seu irmão mais velho, Paul, um especialista em Bizâncio, para Thessaloniki, Monte Athos e vários outros locais gregos. Ele ficou muito impressionado tanto com a estrutura dos monumentos, quanto pela beleza das paisagens. Isso serviria de influência para a sua arte naquele período.

Monte Atos, Grécia
Monte Athos

4 – Desenvolvimento de um simbolismo único na escolha de cores

Em 1910, através de um carta, ele explicou ao seu amigo August Macke o que cada cor representava em suas pinturas:

  • Azul – Masculinidade e espiritualidade
  • Amarelo – Feminilidade e alegria
  • Vermelho – Matéria física e violência

5 – Transição de estilo a partir da obra Two Women on the Hillside

Esse trabalho marca o afastamento com a realismo e o início de sua fase mais impressionista, influenciada por Van Gogh.

A pintura mostra duas mulheres, que, mais tarde, se tornariam suas esposas em diferentes momentos de sua vida: Maria Schnur (1907-1908) e Maria Franck (1913-1916).

Franz Marc
Two Women on the Hillside (1906)

6 – Carreira repleta de trabalhos

Franz Marc criou mais de sessenta obras de arte durante sua curta trajetória artística. Além das pinturas, também usou xilogravura e litografia para expressar suas sensações.


7 – A importância dos animais

Para o artista, os animais eram mais naturais e puros do que as pessoas. Ele acreditava que através dessas figuras, poderia transmitir de uma maneira mais clara seu próprio sentimento espiritual.


8) Sua esposa Franck garantiu a propagação de seu legado

Ela colecionou as cartas de Marc durante seu período na guerra e as publicou. Além disso, pediu para Herwarth Walden que exibisse seus trabalhos num evento póstumo em 1916.

Herwarth Walden
Herwarth Walden, foi um escritor, músico, editor, promotor e crítico das artes alemão, fundador da revista Der Sturm e principal popularizador do termo Expressionismo

9 – Obras censuradas pelos nazistas

Na década de 1930, enquanto estavam no poder, os nazistas removeram diversos trabalhos de Franz Marc de várias mostras e exposições artísticas em toda a Alemanha.


10 – Museu Franz Marc

Hoje, a casa de sua família em Munique é marcada com uma placa histórica. Em 1986, foi inaugurado o Museu Franz Marc, dedicado à preservação da memória sobre a vida e obra desse grande artista.

Museu Franz Marc
Museu Franz Marc

Não foi possível salvar sua inscrição. Por favor, tente novamente.
Sua inscrição foi bem sucedida.

Você quer receber informações sobre cultura, eventos e mercado de arte?


Selecione abaixo o perfil que você mais se identifica 

(Atenção: Os e-mails podem ir para sua caixa de promoções)


Fontes

Inscrever
Notificar de
guest
1 Comentário
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Carlos Borsa
Carlos Borsa
1 mês atrás

Muito bom esse artigo!