Cinema

5 mulheres que mudaram a história do cinema.

Dentre diversas ganhadoras do Oscar, trouxemos personalidades distintas que não atuam somente em frente as câmeras, mas também são peça chave por trás das lentes.

Por Gabriel Cardozo - setembro 9, 2019
35107 1
Pinterest LinkedIn

Para exaltar e dar notoriedade a estrelas importantíssimas na indústria cinematográfica, nós do Arteref trouxemos 5 mulheres que mudaram a história do cinema.

Quando se trata de combater a desigualdade de gênero, Hollywood parece ficar sempre para trás. Com uma frequência deprimente, surgem histórias e estatísticas que fazem Hollywood parecer um lugar inóspito para mulheres, relatos de estrelas como Jennifer Lawrence falando sobre a disparidade salarial, até os números que nos dizem que as mulheres dirigiram apenas 6% dos filmes de Hollywood em 2013 e 2014. Porém, para a surpresa de muitos, a indústria cinematográfica nem sempre foi assim. De fato, havia mais mulheres trabalhando em Hollywood nas duas primeiras décadas do que atualmente.


5°, Meryl Streep (atriz)

Acesso à imagem aqui

Conhecida como uma das atrizes mais premiadas de todos os tempos, Meryl Streep já recebeu 21 indicações ao Oscar (recorde entre as categorias ligadas a atuação), vencendo três vezes. Também recebeu 30 indicações ao Globo de Ouro, vencendo nove, também um recorde para o prêmio. A atriz também recebeu três Emmys, dois Screen Actors Guild Awards, o prêmio de melhor atriz no Festival de Cannes e no Festival de Berlim, cinco New York Film Critics Circle Awards, dois BAFTA, dois Australian Film Institute Award, quatro indicações ao Grammy Award e uma indicação Tony Award, entre outros prêmios.

Recebeu o prêmio honorário do American Film Institute em 2004 e o Kennedy Center Honor em 2011, ambos por sua contribuição para a cultura dos Estados Unidos através das artes performáticas, sendo a mais jovem artista da história a receber tal distinção. Foi condecorada por duas vezes pelo presidente Barack Obama, em 2010 e 2014, com a Medalha Nacional das Artes e a Medalha Presidencial da Liberdade, mais alta condecoração civil dos Estados Unidos.


4°, Hattie McDaniel (atriz)

hattie-mcdaniels

Foi uma atriz e cantora norte-americana. Em 1940 se tornou a primeira artista afro-descendente a receber o Óscar de melhor atriz coadjuvante pelo filme … E o Vento Levou.

Hattie McDaniel nasceu em Wichita, no Kansas em 10 de junho de 1895. Seus pais eram o pastor batista Henry McDaniel e a cantora gospel Susan Holbert. Sua avó paterna tinha sido uma escrava num grande latifúndio da Virgínia, e seu pai nasceu sob a condição de escravo. Henry McDaniel serviu como soldado no Exército da União durante a Guerra Civil Americana. Hattie era a mais nova de treze irmãos. Sua família viveu brevemente em Fort Collins, no Colorado, na Rua Cherry número 317 (numa casa que existe até hoje), e Hattie estudou na Escola Franklin.


3°, Edith Head (designer de figurino)

Edith Claire Posener nasceu em San Bernardino, Califórnia nos Estados Unidos em 28 de Outubro de 1897. Ela era formada em Letras/Francês pela Universidade da Califórnia em Berkeley em 1919, no ano seguinte fez o seu mestrado em línguas românticas. Começou como professora substituta lecionando francês na Escola Episcopal em La Jolla, um ano após começou a ensinar francês na Escola de Hollywood para Meninas, desejando um salário maior, Edith entrou na Faculdade de Arte Chouinard frequentando as aulas à noite, assim ela poderia lecionar disciplinas de arte também. Foi lá que Edith conheceu o seu marido Charles Head, irmão de sua melhor amiga Betty.

Casou-se no dia 25 de Julho de 1923, o casamento durou até 1936, quando se divorciou de Charles, mesmo separada, Edith manteve o sobrenome do ex-marido por questões profissionais.

Em 1924, Edith mesmo sem experiência com arte, design e figurino consegue uma vaga no departamento de figurino nos Estúdios Paramont, anos mais tarde, ela admitiu que pegou “emprestado” os desenhos de outra pessoa para a entrevista de emprego.

(Ela foi inspiração para a personagem Edna Mode em Os Incríveis, animação da Pixar Animation Studios/Estúdios de Animação Pixar)


2°, Laura Cardoso (atriz)

laura cardoso - mulheres que mudaram a história do cinema

Laura Cardoso, nome artístico de Laurinda de Jesus Cardoso Baleroni (São Paulo, 13 de setembro de 1927), é uma atriz brasileira de cinema, teatro e televisão. É considerada uma das melhores atrizes do Brasil.

Pioneira da televisão no Brasil, Laura tem atuado em teleteatros, séries e novelas desde a década de 1950 na extinta TV Tupi, estreando em 1952 com Tribunal do Coração, e posteriormente em várias emissoras. É uma das atrizes que mais atuou na TV com 74 trabalhos em seu currículo, incluindo mais de 50 novelas. Também fez 28 longas-metragens para o cinema. Em 2002 ganhou o Troféu Mário Lago pelo conjunto de sua obra na televisão. É viúva do ator, roteirista, diretor e produtor de televisão Fernando Baleroni com quem teve duas filhas: Fátima e Fernanda


1°, Fernanda Montenegro (atriz)

2-fernanda-montenegro-baixa-fot-guga-melgar

Fernanda Montenegro (nome artístico de Arlette Pinheiro Esteves Torres; Rio de Janeiro, 16 de outubro de 1929), é uma atriz brasileira de cinema, teatro e televisão.
Considerada tanto pelo público quanto pela crítica brasileira como uma das maiores damas do teatro, TV e cinema de todos os tempos, é a única atriz brasileira já indicada ao Oscar de Melhor Atriz, sendo nomeada por seu trabalho em Central do Brasil, em 1998.


Após a apresentação das 5 mulheres que mudaram a história do cinema, nós gostaríamos de ressaltar que essa é uma pequena parcela perante as estrelas que fazem da indústria cinematográfica um grande palco de talentos. E você, deixe nos comentários nomes de atrizes que na sua opinião são indispensáveis na história do cinema.

Fontes: Universal Globo


Veja também:



Você quer receber e-books, informações sobre cursos, palestras e mercado de arte?

1
Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificar de