Dossiê

Tatiana Mesquitela: É preciso pensar fora da caixa e ser inventiva

Por Equipe Editorial - maio 4, 2021
4 0
Pinterest LinkedIn

Os visitantes do “Morar Mais por Menos – Decoração, Design, Arquitetura, Paisagismo”, que abriu as portas dia 5 de novembro, poderão conferir a proposta #chiquecabenobolso, até o dia 6 de dezembro de 2020. Quem comparecer, terá a oportunidade de conhecer trabalhos de artistas contemporâneos como os de Tatiana Mesquitela. Carioca, formada em publicidade, que recentemente conquistou espaço em Portugal, atraindo a atenção de galerias de outros países europeus. Tatiana destaca:

“A minha proposta é a de convidar a sociedade para uma reflexão sobre o que está acontecendo por trás do mundo superficial. Como o mundo físico e o espiritual relacionam-se, como dependem um do outro”.


Luiz Carlos Prestes Filho: Como a arte está contextualizada no evento “Morar Mais por Menos”? As obras tem um papel meramente decorativo?

Tatiana Mesquitela: O evento foi criado no Rio de Janeiro, no ano de 2004, com o propósito: O CHIQUE CABE NO BOLSO. O evento destaca valores como a inclusão social, a reutilização dos materiais e a sustentabilidade. Os profissionais que ocupam o espaço não possuem uma gama extensa de opções para desenvolver seus projetos, eles utilizam materiais que já existentes, dão aos mesmos uma nova identidade.

A arte entra nesse momento, quando é preciso pensar FORA DA CAIXA e ser inventiva. A arte não vem do acaso. As obras expostas não são meramente decorativas. Elas nasceram por conta da interação do mundo interior com o mundo exterior, vieram através do subconsciente. Consigo ver arte em tudo o que é fabricado sem o imediato objetivo artístico.

Algumas das obras expostas representam ambientes no Rio de Janeiro como o Arpoador e o bairro de Copacabana. Os visitantes conseguem sentir a vibração destes lugares, a imagem tem o poder para fazer isso.

Tatiana Mesquitela - Novo Normal
Novo Normal, 2020.

Prestes Filho: Quais os temas que você retrata? Como a sua proposta se diferencia dos outros artistas que participam do evento?

Tatiana Mesquitela: Busco retratar temas religiosos, políticos, psicológicos, espirituais e sociais! Um pouco de cada natureza. A minha proposta é a de convidar a sociedade para uma reflexão sobre o que está acontecendo por trás do mundo superficial. Como o mundo físico e o espiritual relacionam-se, como dependem um do outro.

Através de imagens representativas, introduzo o indivíduo na realidade passada. Faço este pensar sobre como a História da humanidade reflete o presente e o futuro. Faço menção a questões ligadas à psicologia, para mim não existe tabu. Entendo que o comportamento de um indivíduo pode influenciar a toda a humanidade de maneira progressiva, afetar culturalmente o mundo. Trazer à tona o que não está tão explicito.

Como dizia o Tunga: “Nós somos cobertos de cascas e representações que construímos de nós mesmos. E normalmente tentamos nos fazer representar por coisas que não são a nossa essência. Por isso, é importante buscar o strip-tease das coisas para ir além daquilo que está representado.”

Prestes Filho: Quais são os trabalhos que você apresenta? Quais são as técnicas utilizadas?

Tatiana Mesquitela: No evento exponho telas e esculturas, em diferentes plataformas. Apresento uma obra bem recente, um Spinner de um avião. Uma das minhas características principais é a de pintar sobre superfícies que oferecem desafio, sem mudar o material que utilizo e a minha técnica.

Trabalho com tinta a óleo, para partes mais realistas, com tinta acrílica e com colagens. O efeito da folha de ouro e o Collorjet atraem minha atenção. A técnica de pintura que uso é a de não ter um rascunho pronto.

Escolho um tema, começo por uma parte maior e a partir dela vou seguindo a mesma linha de pensamento. A música está presente durante todo o processo para me dar horizontes, ver o invisível.

Tatiana Mesquitela - Loja Domo - Lisboa
Loja Domo – Lisboa, 2020

Prestes Filho: Você é formada em publicidade, como migrou para as artes plásticas?

Tatiana Mesquitela: Estudei na faculdade de publicidade, pois era a área com a qual eu mais me identificava profissionalmente. Porém, não era algo que eu sentia grande paixão.

Na minha infância eu passava o dia todo a desenhar e a inventar, gostava de montar os ambientes da casa das minhas bonecas com fita cassete. Nos desenhos feitos com lápis de cor, aplicava colagens. Era algo que me fazia muito bem, mas o tempo passou, eu parei.

Quando no início da vida adulta tive uma fase muito difícil, aconteceu que a minha “válvula de escape” voltou a ser o desenho. Neste momento, veio um despertar espiritual e comecei a ver o mundo em outra dimensão. Entrei num curso de artes plásticas no Rio de Janeiro. Hoje eu concilio o empreendedorismo, para sobreviver, e a arte.

Prestes Filho: Acima você citou o Tunga, quais são suas outras referencias de artistas plásticos brasileiros?

Tatiana Mesquitela: Aprecio a arte contemporânea, acompanho exposições em geral. Muitas vezes percebo em artistas desconhecidos um dom específico que não percebi naqueles mais reconhecidos e valorizados no mercado das artes. Entendo que somos dependentes uns dos outros, pois formamos um só corpo.

Particularmente, admiro o trabalho da Beatriz Milhazes, do Claudio Souza Pinto e do Carlos Araújo. Estamos falando de brasileiros, mas gostaria de destacar o nome de um artista universal, Marcel Duchamps. Ele exerceu grande influencia na minha formação, assim como na formação em muitos colegas.

Ele disse certa vez: “A arte pode ser boa, má ou indiferente mas, qualquer que seja o adjetivo usado devemos chama-la de arte, e uma arte ruim ainda é arte, assim como uma péssima emoção não deixa de ser uma emoção”.

Prestes Filho: O mercado internacional das artes atrai sua atenção? Como foi expor as obras em Portugal?

Tatiana Mesquitela: No meu pouco tempo de carreira, vejo que o mercado das artes tem se aprimorado, inclusive no Brasil. Hoje em dia temos galerias abertas para o contemporâneo, os artistas estão mais organizados, inclusive para enfrentar questões burocráticas e de direitos autorais. Por outro lado, existe uma grande diversidade de linguagens artísticas que o mercado abraça. O incentivo para novos artistas está em alta. Expor minhas obras em Portugal – nas galerias “Le Chat”, ”Calçada Cem”, “Wyze” e na loja de design de interiores “Domo” – foi um privilégio, gostei muito dessa experiência. Aquele país é um destino turístico importante, recebe pessoas do mundo inteiro, com isso, a visibilidade dos meus trabalhos aumentou e muitas portas foram abertas. Também, a temporada em Portugal me permitiu ter acesso a países que foram o berço da História da arte, como a França e a Itália.

Exposição Tatiana

Prestes Filho: Quais são seus planos? Quais temas atraem sua atenção?

Tatiana Mesquitela: O que eu sempre gosto de dizer é que não faço muitos planos, mas sempre tenho um objetivo. Eu amo o Brasil, mas pretendo sair da minha zona de conforto e explorar o mercado das artes nos EUA e na Europa. Eu sou uma pessoa muito curiosa e busco aprender sobre temas diversos. A arte surrealista me diz muito sobre o psicológico e o subconsciente e isso me atrai. Os temas sobre nossa realidade atual, tanto política como social, também. Perceber como a visão de um determinado artista sobre um determinado tema influencia os movimentos culturais é algo fascinante. Planejo exposições, principalmente no Brasil.


LUIZ CARLOS PRESTES FILHO – Cineasta, formado na antiga União Soviética. Especialista em Economia da Cultura e Desenvolvimento Econômico Local, diretor executivo do jornal Tribuna da Imprensa Livre. Coordenou estudos sobre a contribuição da Cultura para o PIB do Estado do Rio de Janeiro (2002) e sobre as cadeias produtivas da Economia da Música (2005) e do Carnaval (2009). É autor do livro “O Maior Espetáculo da Terra – 30 anos do Sambódromo” (2015).


Veja mais sobre Tatiana Mesquitela


Não foi possível salvar sua inscrição. Por favor, tente novamente.
Sua inscrição foi bem sucedida.

Você quer receber informações sobre cultura, eventos e mercado de arte?


Selecione abaixo o perfil que você mais se identifica 

(Atenção: Os e-mails podem ir para sua caixa de promoções)

Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários