Exposições e Eventos

Programação da SP–Arte 2023, a maior feira de arte da América Latina

Evento acontece de 29 de março a 02 de abril no Pavilhão da Bienal, em São Paulo.

Por Equipe Editorial - março 26, 2023
412 0
Pinterest LinkedIn

A programação da SP–Arte 2023 celebra o aquecimento do mercado de arte e design em sua 19a edição. A mais relevante feira de arte e design da América Latina acontece de 29 de março a 02 de abril no Pavilhão da Bienal, em São Paulo. O evento recebe 167 expositores, das quais 85 galerias de arte nacionais, 15 galerias de arte internacionais e 45 expositores de design – setor que cresceu 30% em relação à edição passada –, além de 14 editoras, 8 instituições culturais e espaços autônomos. Prestes a completar 20 anos, a feira consolida seu papel como catalisadora do mercado nacional das artes visuais e impulsionadora da economia criativa da cidade.

“Por meio das galerias participantes, a SP–Arte apresenta desde sua primeira edição, diversas gerações de artistas, dos que estão despontando no mercado e iniciando sua carreira, aos já consolidados no circuito. A feira tem um cuidado com a excelência do que é mostrado no evento. Nesse sentido, firma-se não apenas como motor de dinamização e renovação do mercado, mas da própria cena artística nacional e internacional”, pontua Fernanda Feitosa, fundadora e diretora da SP–Arte.

Arte: 1º e 2º andares

No primeiro e segundo andares do pavilhão, estarão concentradas as galerias de arte moderna e contemporânea, instituições culturais, espaços autônomos, além da Arena Iguatemi – que receberá o programa Talks. Entre as galerias nacionais, destaques para expositores como: Almeida & Dale, que nesta edição, além de seu tradicional estande com preciosidades de artistas brasileiros, ocupa um segundo espaço em parceria com a Galleria Fonti (Itália), que já expôs na SP–Arte 2018, com uma individual de Salvatore Emblema (1929-2006) e curadoria de Jacopo Crivelli Visconti; Mendes Wood DM, com a americana Lynda Benglis e sua obra em bronze da nova série recém-apresentada nos Estados Unidos; Fortes D’Aloia & Gabriel, que terá dois estandes, um deles dedicado a trabalhos inéditos de Anderson Borba e Gokula Stoffel; Luisa Strina com esculturas da renomada artista portuguesa Leonor Antunes e do artista baiano Marepe; Marcelo Guarnieri com destaque para obras de Alice Shintani e Liuba; Gomide&Co que apresenta trabalhos de León Ferrari e Lucio Fontana e Central, que enfatiza Carmézia Emiliano, artista que ganha individual no Masp neste ano. Além das veteranas, marcam presença também as estreantes Lima Galeria, baseada em São Luís do Maranhão, e a Asfalto, única galeria comercial baseada na Zona Norte do Rio de Janeiro, que chegam para fortalecer o casting desta edição.

SP-Arte 2023
Nara Roesler – Jonathas de Andrade, Decalque—estilhaço pelado, 2022

Internacionais: 1º e 2º andares

Entre as novidades estrangeiras da 19ª edição, figuram a Galeria Younique (França e Peru), Maât Gallery (França) e Nil Gallery (França) – as duas últimas são galerias que representam artistas africanos –, e Night Gallery de Los Angeles (EUA). A Galería Sur, que participa da SP–Arte desde a sua primeira edição, em 2005, e a Galería de las Misiones, ambas do Uruguai; Zielinsky (Barcelona, Espanha); El Museo / Fernando Pradilla (Colômbia e Espanha) e; Herlitzka & Co. + Henrique Faria (Argentina e EUA) também estarão presentes. Além disso, outras duas importantes galerias participam da feira: Opera Gallery (França) e Piero Atchugarry Gallery (EUA e Uruguai).

SP-Arte 2023
SP–Arte 2022. Crédito: Divulgação/SP–Arte

Instituições culturais e espaços autônomos

Instituições culturais, como MASP (Museu de Arte de São Paulo), Instituto Inhotim e IAC (Instituto de Arte Contemporânea), participam da SP–Arte com suas respectivas lojas de objetos de design e múltiplos de arte especialmente selecionados para o evento, além de espaços autônomos, tais como Instituto Inclusartiz, Ateliê397, Solar dos Abacaxis, Casa do Povo e Pivô Arte e Pesquisa.

Design e editoras: térreo

Neste ano, a feira celebra o crescimento de 30% do setor em relação à edição passada, reunindo agora 45 expositores no térreo do pavilhão. O público poderá conferir trabalhos de grandes nomes do mobiliário brasileiro. ETEL, ,ovo, Atelier Hugo França, Passado Composto Século XX e Teo – com 20 peças das décadas de 1930 a 1980, desenvolvidas pelos alunos do Liceu de Artes e Ofícios, que comemora 150 anos em 2023 –, são alguns dos nomes que marcam presença no setor, além dos estreantes: FAS, Guto Requena e Porfirio Valladares.

Editoras participantes da feira (entre elas Act. Editora, Cobogó, BEI, Taschen e Ubu) também estarão no térreo.

Lançamentos editoriais, como dos livros “Lina Bo Bardi Design: O Mobiliário Dos Tempos Pioneiros 1947-1958”, pela Artemobilia, “Digo e tenho dito”, de Anna Maria Maiolino, pela Ubu, e “Bancos Indígenas do Brasil”, pela BEI, também serão realizados no térreo.

Showcase: 1º e 2º andares

Para a 19ª edição, a SP–Arte também busca criar novos pontos de contato entre os diversos públicos que visitam a feira e as artes visuais, com a introdução de um novo setor, chamado Showcase. Curado por Carollina Lauriano, o novo setor é uma espécie de exposição que irá se espalhar por 13 estandes presentes na feira, criando um circuito dentro da feira com obras de artistas selecionados por Lauriano e reunidos sob uma mesma temática.

Intitulado Recuperar paraísos: não precisar do fim para chegar, o projeto é baseado nas reflexões do pensador martinicano Malcom Ferdinand e questiona, por meio da arte, a separação entre os movimentos sociais antirracistas e as discussões ambientais e ecológicas – um falso antagonismo herdado pelo colonialismo – trazendo à tona possíveis transformações diante de um mundo em colapso.

Participam do Showcase: Aline Bispo (Luis Maluf), Aislan Pankararu (Galatea), Claudia Andujar (Vermelho), Emanoel Araujo (Simões de Assis), Frederico Filippi (Athena), Jaime Lauriano (Nara Roesler), Laryssa Machada (Asfalto), Maré de Matos (Galeria Lume), Panmela Castro (Luisa Strina), Rebeca Carapiá (Leme), Rosana Paulino (Mendes Wood DM), Rubem Valentim (Almeida & Dale) e Uýra (C.galeria).

Talks na Arena Iguatemi: 2º andar

O programa Talks acontece na Arena Iguatemi. Jacopo Crivelli Visconti, Ana Carolina Ralston e Felipe Molitor conduzem conversas com artistas e curadores na quinta-feira, sexta-feira e sábado, dias 30, 31 e 01 de abril, sempre às 15h, 16h30 e 18h. A organização é de Felipe Molitor, curador e pesquisador da SP–Arte.

No domingo, dia 02 de abril, o espaço será palco de lançamentos editoriais com sessão de autógrafos.

Dia 30 (quinta-feira)
Jacopo Crivelli Visconti

15h: Lenora de Barros (Gomide&Co)
16h30: Alexandre da Cunha (Luisa Strina)
18h: Alex Cerveny (Millan)

Dia 31 (sexta-feira)
Ana Carolina Ralston

15h: Darks Miranda (Projeto Vênus)
16h30: Elian Almeida (Nara Roesler)
18h: Marcia de Moraes (Leme)

Dia 01 (sábado)
Felipe Molitor

15h: Márcia Falcão (Fortes D’Aloia & Gabriel)
16h30: Andréa Hygino (Superfície)
18h: Ros4 Luz (Central)

Dia 02 (domingo)
Lançamentos editoriais com sessão de autógrafos

14h: Lançamento – “Histórias Contadas em Tecidos – O Carnaval Negro Baiano”, Alberto Pitta (Carmo Johnson Projects)

15h: Sessão de autógrafos – “Amazônia Ocupada” e “Pantanal”, João Farkas (Edições Sesc São Paulo)

Audioguias e visitas guiadas

Elaborados e narrados por especialistas em arte e design, os conteúdos propõem uma experiência imersiva que permeia os artistas e os trabalhos expostos na feira. Para a 19ª edição, a SP–Arte apresentará cinco audioguias desenvolvidos por Ariana Nuala, Carollina Lauriano, Henrique Menezes, Ludimilla Fonseca e Livia Debbane e estarão disponíveis no Spotify. A transcrição dos audioguias também será disponibilizada no site da SP–Arte.

Os mesmos especialistas dos audioguias estarão presentes na feira para realizar visitas guiadas, gratuitas, pelos estandes na feira. As visitas acontecem sexta-feira (31/03), sábado (01/04) e domingo (02/04), entre 13h e 17h. As inscrições podem ser realizadas uma hora antes do início da visita – limite de 12 participantes por horário.

Lounges

Nesta edição, a feira terá três lounges espalhados pelo evento, todos ambientados pela designer de interiores Marina Linhares. Entre eles, a principal novidade é o Collectors Lounge, localizado no terceiro andar, espaço exclusivo para convidados e expositores.

Gastronomia

Kitchin, Fome de Quê? e Le Pain Quotidien são os restaurantes oficiais da feira. Chandon, Terrazas, Whispering Angel, Blue Moon e Amázzoni terão bares distribuídos pelo evento. O café oficial da SP–Arte é Café Orfeu e água será Lindoya.

Circuito SP–Arte

Em sua 19a edição, a principal feira de arte da América Latina condensa seus programas públicos – Ateliês Abertos, Gallery Night, Gallery Weekend – em um só programa: o Circuito SP–Arte, a programação oficial de eventos que ocorrem antes e durante a realização da SP–Arte.

O Circuito começou no dia 18 de março, com a inauguração da CASA SP–Arte, espaço permanente da Feira, com a exposição Mundo-Labirinto de Hélio Oiticica, e segue até o fim da feira, no dia 2 de abril com diversas atividades promovidas pelas galerias expositoras: coquetéis, aberturas, conversas, visitas guiadas, ateliês abertos, etc. O programa termina no dia 02 de abril, com o encerramento da feira.

A programação completa pode ser consultada no aplicativo SP–Arte e no site sp-arte.com. O Circuito SP–Arte tem o patrocínio de Blue Moon.

Aplicativo SP–Arte

Para esta 19ª edição, a SP–Arte também anuncia o lançamento de um aplicativo, o primeiro a ser de uma feira na América Latina. O app organiza todos os eventos que ocorrem durante a feira – lançamentos editoriais, visitas guiadas gratuitas, conversas com artistas – e na cidade durante o Circuito SP–Arte. Todas as atividades podem ser favoritadas e estarão disponíveis na aba “Minha programação”, que se transforma em um roteiro personalizado.

No app, o visitante também pode navegar por todas as informações úteis da feira, visualizar o mapa e a lista de expositores, além de receber lembretes sobre a programação. O app é gratuito e está disponível nas versões Android e IOS.

Casa SP–Arte

A SP–Arte inaugurou um espaço permanente dedicado à realização de exposições e eventos ligados às artes visuais e de design em São Paulo: a Casa SP–Arte. Instalada na Vila Modernista, projetada por Flávio de Carvalho (1899-1973), a Casa SP–Arte ocupa o único imóvel – entre os 17 que compõem a vila – inteiramente restaurado em sua versão original.

A Casa SP–Arte foi inaugurada com a exposição Hélio Oiticica: mundo-labirinto, organizada pela Gomide&Co e por Luisa Duarte, diretora artística da galeria. A mostra reúne obras de diferentes fases da produção de Oiticica (1937-1980) – desde trabalhos a partir de 1955 até produções dos anos 1970.

A Casa SP–Arte tem entrada gratuita e está aberta de segunda a sábado, das 11h às 17h.

Patrocínio

A SP–Arte mantém uma estreita colaboração com seus patrocinadores, que compartilham a aspiração de criar uma plataforma global para a troca de ideias que impulsionam o mundo da arte. A SP–Arte conta com o patrocínio master de Itaú, Vivo, Iguatemi e Unipar e patrocínio de Tiffany & Co, Chandon, Mitsubishi, Blue Moon, Amázzoni, Liberty Seguros e Finarte.

Serviço

19ª SP–Arte
29 de março – 02 abril de 2023
Pavilhão da Bienal – Parque Ibirapuera
Horários Abertos:
29 – 30 de março: 14h – 20h
31 de março – 01 de abril: 12h – 20h
02 de abril: 11h – 19h

Entrada
R$ 70 (inteira) R$ 35 (meia-entrada)
Bilheteria online
Meia-entrada para estudantes, pessoas com deficiência e idosos (necessária a apresentação de documento)
Crianças até 10 anos não pagam entrada

Não foi possível salvar sua inscrição. Por favor, tente novamente.
Sua inscrição foi bem sucedida.

Você quer receber informações sobre cultura, eventos e mercado de arte?

Selecione abaixo o perfil que você mais se identifica.

Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários