Fotografia

Lume Photos apresenta: “Impressão?”

Por Equipe Editorial - novembro 22, 2012
2606 0
Pinterest LinkedIn

Quem é o artista? Alexandre Urch, Alessandro Ruaro, Guta Galli, Gabriel Matarazzo, Gal Oppido, Helena de Catro, Iatã Canabrava, João Sal, José Dias Herrera.
O que vai ter na exposição? Fotografias
É um bom programa? Sim
A galeria é conceituada? Sim
Quantas obras serão expostas? Cerca de 18
Até quando? 22 de dezembro

“Impressão?” apresenta olhares diversos sobre o Brasil

A LUME Photos encerra sua agenda de exposições de 2012 com Impressão?, coletiva de fotografias que trazem em comum temas enraizados na cultura nacional e na visão do país que se tem no exterior, tais como futebol, Carnaval, festas, índios e o Rio de Janeiro. Participam da mostra Alexandre Urch, Alessandro Ruaro, Guta Galli, Gabriel Matarazzo, Gal Oppido, Helena de Castro, Iatã Cannabrava, João Sal e José Dias Herrera.

De acordo com Paulo Kassab Jr., curador de Impressão?, a exposição busca a relação entre o fato e o estereótipo. “De onde surgiu essa imagem do brasileiro e como foi constituída a identidade de um povo caracterizado pela miscigenação?”, questiona.

A mostra não tem a intenção de responder a nenhuma pergunta a respeito da formação da imagem que o Brasil faz de si mesmo e nem da que se constrói miticamente a seu respeito em outras partes do globo terrestre. É fato que o Brasil é o país do samba, do futebol e do Carnaval. Há infinitamente mais do que isso, é claro. Mas, afinal, o que seria de nosso país sem esses elementos, já aglutinados ao nosso DNA?

Essa diversidade está literalmente presente na genética de nosso povo. “Os brasileiros refletem as ascendências de seus bisavôs. O restaurante de sushi, o árabe da esquina, as pizzarias do Bixiga, o arroz e feijão do dia a dia, tudo faz parte da mesma identidade, chamada Brasil”, conforme define o curador.

Impressão? exibe paisagens e situações tão presentes no cotidiano brasileiro que muitas vezes nos passam despercebidas. É através do olhar artístico que os fotógrafos que fazem parte da coletiva, cada um com sua técnica e inspiração, oferecem uma nova ótica sobre esses temas, tirando-os do corriqueiro e elevando-os a obras, que nos permitem contemplar e repensar o modo como enxergamos e experimentamos o lugar onde vivemos.

A galeria

A LUME Photos foi fundada em 2010 por Felipe Hegg, Paulo Kassab Jr., José Eduardo e Luiz Felipe Moura, com a proposta de mostrar a qualidade, transgressão e criatividade dos artistas e fotógrafos contemporâneos. A galeria tem um leque amplo de atuação: promove exposições periódicas, tanto coletivas quanto individuais, agenda visitas personalizadas, participa de feiras de arte no Brasil e no exterior, realiza projetos especiais, que transcendem seus limites físicos, além de elaborar e coordenar workshops e cursos sobre o tema fotografia com os mais renomados profissionais da área. A LUME oferece duas linhas de produtos: a Open Edition, imagens com tiragem média, o que as torna mais acessíveis a novos colecionadores, e a linha Collector, séries exclusivas com tiragem restrita.

Os fotógrafos

Alexandre Urch

Paulistano, nascido em 1977, é formado em design gráfico pela Escola Panamericana de Arte e fotógrafo profissional há 10 anos. Seu trabalho é focado na fotografia de rua, um fotodocumentarismo sobre o cotidiano dos habitantes dos lugares por onde passa e, principalmente, da cidade de São Paulo. Vencedor de diversos prêmios, destacam-se entre eles o primeiro e segundo lugares da XVI Bienal Nacional de Arte Fotográfica em Cores, Concurso Canon Jornalistas em Foco, primeiro lugar na categoria ensaio do 9º Concurso Fotógrafico Leica-Fotografe, 8º Festival Internacional da Imagem Fotográfica em Atibaia e Prêmio Sesc Marc Ferrez.

Alessandro Ruaro

Gaúcho de Caxias do Sul, iniciou-se na fotografia em 1996. Viveu em São Paulo, viajou pela Bolívia e também percorreu o Rio Negro. Retornou a sua cidade-natal, onde percebeu que seu próprio Estado não possuía uma documentação fotográfica profunda, o que o levou a se focar em suas próprias raízes, registrando o interior do Rio Grande do Sul. Foi premiado com Menção Honrosa no Concurso Leica-Agfa 2004 e foi finalista com duas imagens selecionadas pelo mesmo concurso no ano seguinte. Em 2009 foi selecionado finalista com três imagens no Concurso Leica-Fotografe em 2010 nas categorias Cor e P&B e finalista Cor em 2011.

Guta Galli

Nascida em São Paulo, em 1982, estudou Relações Internacionais na PUC-SP, e fez intercâmbio acadêmico na França, em Ciências Políticas. Descobriu logo o interesse por culturas de resistência e fotografia. Fotografou os pescadores de Jericoacoara, no Ceará, os índios Kayapó no Pará, a favela da Rocinha, no Rio de Janeiro, as periferias de Nápoles e o festival Maha Khumba Mela, na Índia. Em Cuba, onde teve contato com a Santeria, interessou-se profundamente pelo Candomblé. Seu primeiro livro, “As Lendas dos Orixás”, voltado pro público infanto-juvenil, é fruto de uma pesquisa sobre o tema.

Gabriel Matarazzo

Diretor de cena e de fotografia nas áreas de publicidade, cinema, TV e internet e fotógrafo nas áreas de publicidade, moda, esporte, livros e fine arts, já fez fotografias para diversos livros e teve trabalhos expostos em galerias e também na SP-Arte. Tem em seu currículo os prêmios Leão de prata – Festival de Cannes, conquistado em 2003, e Lápis de prata – One Show NY, que ganhou no ano seguinte.

Gal Oppido

Fotógrafo, arquiteto, músico e desenhista, vive e trabalha em São Paulo, onde ministra curso de fotografia no MAM/SP. Forma-se em arquitetura na FAU/USP em 1975. Inicia, no ano seguinte, seu trabalho com fotografia, relacionando-a com o desenho. Passa a desenvolver trabalho independente como fotógrafo a partir de 1990. Suas especialidades são expressões corporais, arquitetura e artes cênicas. Na fotografia de arquitetura, desenvolve o trabalho de leitura de espaço a partir de um plano. Lança dois livros sobre a arquitetura da cidade de São Paulo: “Dos Degraus à História da Cidade”, em 1998, e “São Paulo 2000”, em 1999.

Helena de Catro

Fotógrafa desde sempre, ganhou ainda criança uma máquina no lugar de uma bicicleta nova. Aos 15, trocou o baile de debutante por um curso profissionalizante no Senac e daí em diante vem traçando uma carreira sólida no mercado fotográfico. Há 11 anos trabalha com gastronomia, com dezenas de livros publicados em parceria com grandes nomes da culinária. Paralelamente e com a ajuda de amigos, iniciou um trabalho com fotografias autorais aéreas e hoje é um dos nomes de maior destaque nesta especialidade.

Iatã Canabrava

Desenvolve trabalhos documentais com a paisagem urbana das cidades, especificamente das periferias das grandes metrópoles. Participou de mais de 40 exposições. Foi ganhador dos prêmios P/B da Quadrienal de Fotografia de São Paulo, em 1985, do concurso Marc Ferrez da Funarte, em 1987, e de dois prêmios da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, em 1996 e 2006. Suas fotografias foram publicadas em oito livros. Em agosto de 2009, lançou seu último livro, “Uma Outra Cidade”. Integra as coleções Pirelli-MASP, Galeria Fotoptica, Joaquim Paiva e MAM/SP.

João Sal

Nascido em 1976, formou-se em fotografia pelo Senac com a primeira turma, em 2002, expondo seu TCC no SESC Pompéia em 2003. Em 2002 fez parte do XIX Curso Abril de Jornalismo. Colaborou durante quatro anos com as revistas Playboy e VIP, entre outras. Foi fotógrafo contratado do jornal Folha de São Paulo de 2006 a 2009. Atualmente trabalha como fotógrafo autônomo. É membro e um dos fundadores do coletivo Rolê, que registra a cidade de São Paulo durante as noites, desde 2005. Venceu o 3° Concurso Arte Dzarm-Capricho, na categoria Fotografia, no ano de 1997. Foi editor de imagens da Revista Ocas de 2004 a 2006.

José Dias Herrera

Nascido em São Paulo, mudou-se para Santos, no litoral do Estado, aos sete anos. Teve os primeiros aprendizados em fotografia aos 14 anos de idade. Iniciou sua carreira como fotógrafo profissional no jornal O Diário, em 1937, passando em 1953 para A Tribuna de Santos, onde atuou até 1980, quando passou a trabalhar na Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Santos. Marcou sua passagem pela história do esporte santista, registrando a maior parte dos grandes momentos que a Cidade viveu nos Jogos Abertos do Interior e com Santos Futebol Clube.

Não foi possível salvar sua inscrição. Por favor, tente novamente.
Sua inscrição foi bem sucedida.

Você quer receber informações sobre cultura, eventos e mercado de arte?

Selecione abaixo o perfil que você mais se identifica.

Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários