Galerias e Eventos

MON realiza exposição “Bancos Indígenas do Brasil”

Mostra terá abertura dia 23 de junho em Curitiba-PR

Por Equipe Editorial - junho 13, 2022
39 0
Pinterest LinkedIn

O MON (Museu Oscar Niemeyer) realiza a aguardada exposição “Bancos Indígenas do Brasil”. A inauguração será no dia 23 de junho, na Sala 6. A curadoria é de Marisa Moreira Salles e Tomas Alvim. A mostra reúne mais de 200 bancos, pertencentes à Coleção BEĨ, provenientes de 40 etnias da Amazônia. Dividida em duas partes, a primeira é dedicada à extensa produção da Terra Indígena do Xingu, localizada no Mato Grosso. A segunda parte reúne demais povos indígenas de várias partes da Amazônia, localizadas no Acre, Pará, Tocantins, Maranhão, Roraima, Amapá e Amazonas. A exposição conta ainda com um banco de uma etnia de Santa Catarina e com seis grandes imagens feitas pelo fotógrafo Rafael Costa, no Território Indígena do Xingu (TIX).

“A arte indígena, assim como a asiática e a africana, sempre inspirou artistas. Cada vez mais aberto e plural, o Museu Oscar Niemeyer coloca lado a lado culturas diversas que, ao mesmo tempo que conversam, demonstram sua singularidade e nos permitem uma interessante visão de mundo”, afirma a diretora-presidente do MON, Juliana Vosnika.

MON
Banco Macaco Mehinaku VI. Kamalurré Mehinaku, 40 x 24 x 92 cm. © Coleção BEĨ. Fotografia de Rafael Costa

Ela comenta que, ao realizar a exposição “Bancos Indígenas do Brasil”, o MON cumpre um dos principais papéis de um museu: o de estabelecer diálogos entre culturas e territórios por meio da arte.

“Se pensarmos nos povos originários como primeiros designers brasileiros, podemos alongar o olhar sobre a imensa contribuição dos indígenas em variados aspectos da cultura”, diz Juliana.

Para a superintendente-geral da Cultura, Luciana Casagrande Pereira, com a presente exposição, o Museu acrescenta mais uma camada à sua abordagem plural das artes. “Estabelecer uma ponte com povos originários por meio de objetos simbólicos de suas culturas é um presente para o grande público que visita o MON, essa importantíssima instituição cultural do Paraná”, afirma.

MON
Banco Cadaicaru Galibi-Marworno I. Autoria desconhecida, 23 x 17 x 150 cm. © Coleção BEĨ. Fotografia de Rafael Costa

Os curadores explicam que a Coleção BEĨ nasceu de um deslumbramento estético com a inequívoca beleza de formas, cores, grafismos e texturas dos bancos indígenas brasileiros. “Sua trajetória parte do encantamento para a compreensão mais profunda de seus significados”, afirma Marisa Moreira Salles. “Ao abordar a arte dos povos originários com a realização dessa grandiosa exposição, o MON mostra o seu vanguardismo”, comenta Tomas Alvim.


O MON

O Museu Oscar Niemeyer (MON) é patrimônio estatal vinculado à Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura do Paraná. A instituição abriga referenciais importantes da produção artística nacional e internacional nas áreas de artes visuais, arquitetura e design, além de grandiosas coleções asiática e africana. No total, o acervo conta com aproximadamente 14 mil obras de arte, abrigadas em um espaço superior a 35 mil metros quadrados de área construída, sendo 17 mil metros quadrados de área para exposições, o que torna o MON o maior museu de arte da América Latina. 


Serviço

“Bancos Indígenas do Brasil”

Museu Oscar Niemeyer (MON) – Sala 6

Inauguração: 23 de junho


Leia também:
Projeto Trilhar apresenta exposição do fotógrafo Araquém Alcântara

Não foi possível salvar sua inscrição. Por favor, tente novamente.
Sua inscrição foi bem sucedida.

Você quer receber informações sobre cultura, eventos e mercado de arte?

Selecione abaixo o perfil que você mais se identifica.

Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários