mercado

Como apoiar os artistas durante o COVID-19

Por Paulo Varella - abril 27, 2020
2063 0
Pinterest LinkedIn

À medida que os espaços e eventos de arte se fecham, como podemos apoiar os artistas e a comunidade de arte?

Neste momento sem precedentes para todos, nossas rotinas diárias estão mudando rapidamente à medida que o mundo tem que lidar com o Corona vírus.

À medida que as pessoas entraram em quarentena, as conferências, workshops e exposições independentes foram suspensas. Pessoas de todos os setores estão perdendo salários, atrasando o trabalho e tendo que mudar seus negócios para se adaptarem a um novo normal.

Embora os artistas já tenham começado a se adaptar às mudanças e a colocar em prática atividades on-line, há muitas incógnitas que enfrentaremos para as próximas semanas ou mesmo, meses.

O cancelamento generalizado de eventos presenciais afetou muitas empresas – inclusive artistas independentes – que dependem destes, de oficinas, shows e outros locais físicos para pagar suas contas. Agora, mais do que nunca, é importante todos oferecermos suporte aos grupos afetados.

Listamos abaixo, apenas algumas maneiras pelas quais você pode continuar a apoiar as artes e contribuir para uma comunidade cultural saudável, mesmo praticando o distanciamento social.

Rosto pintado: apoiar os artistas
Imagem de Alexandr Ivanov (Pixabay)

Participe de uma aula de arte online


Vender arte não é a única maneira dos artistas se sustentarem. Muitos artistas ensinam em universidades, programas extracurriculares ou viajam para oficinas. Muitas conferências e workshops foram suspensos e os eventos presenciais foram cancelados, de modo que as aulas estão se mudando para o espaço on-line.

Existem aulas on-line nas quais você pode aprender uma nova habilidade artística ou técnica. Tente usar esse tempo para aprender algo novo, apoiar outros artistas e experimentar arte em sua casa.

Comissione o seu artista favorito em um trabalho.

Se, como a maioria, você estiver gastando muito tempo observando suas paredes vazias durante esta quarentena, agora pode ser um ótimo momento para recrutar um artista para ajudar você a melhorar seu lar.

Uma comissão também não precisa acontecer agora. Muitos contratos de comissão incluem uma taxa inicial de 50% e uma de conclusão igual, portanto, essa pode ser uma boa maneira de oferecer suporte financeiro com uma janela de tempo flexível para pagar.

pincéis: apoiar os artistas

Se você pode, doe para as artes

Se você for financeiramente estável, considere doar o dinheiro que você gastaria em ingressos para exposições ao vivo e doe para organizações de artistas, ou mesmo para eles.

Veja se já existe uma campanha local para sua cidade ou vila organizada por artistas e comunidades e doe para eles. Caso contrário, considere iniciar uma!

Compartilhe informações, arte e captadores de recursos em seus próprios círculos

Nem todo mundo pode oferecer apoio financeiro em tempos difíceis. O que você pode fazer é compartilhar recursos e informações com artistas, como esta lista de subsídios de emergência.

Você acompanha discretamente um artista no Instagram há algum tempo? Compartilhe o trabalho dele com outras pessoas para aumentar seus seguidores e, talvez, ajuda-lo a vender.

A triste realidade é que simplesmente não é possível doar para todas as campanhas de arrecadação de fundos existentes no momento. No entanto, não subestime o impacto de compartilhar estes eventos de captação de recursos com os quais você se depara e se sente atraído. Quanto mais pessoas veem uma campanha, maior a probabilidade dela receber financiamento.

giraffes-Sponchia
girafas-Sponchia (pixabay)

Compre obras de arte diretamente de um artista on-line

Embora você não possa ir pessoalmente às galerias ou participar de aberturas de arte, ainda é possível visualizar o trabalho online. Na verdade, você provavelmente está gastando muito mais tempo online agora. Comprar ou alugar arte on-line é cada vez mais a norma e conectar-se diretamente com artistas nunca foi tão fácil.

Não sabe ao certo onde comprar arte? Encontre artistas aqui mesmo no Arteref. O Arteref não recebe nenhuma comissão das vendas de obras de arte exibidas na plataforma e todo o dinheiro vai diretamente para o artista.

Oferecer apoio emocional

Todo mundo nesse período difícil poderia receber um pouco a mais de apoio emocional. Envie uma mensagem ao artista que você conhece, pegue o telefone ou mande pacote com coisas úteis para ele. Agora, mais do que nunca, precisamos aumentar nossos laços sociais e informar às pessoas que apreciamos o trabalho que realizam.

Ser artista em uma economia normal já é uma luta financeira, ser artista durante a maior crise nas artes da história, pode ser absolutamente estressante.

children-AnnieSpratt
children, Annie Spratt (pixabay)

Participar de exposições e aberturas on-line

Só porque reuniões pessoais não estão acontecendo, não significa que você não pode ver arte e acompanhar as aberturas.

Em resposta ao fechamento de eventos, instituições e indivíduos estão ficando criativos sobre como seu trabalho é compartilhado com o mundo.

Abrace exposições e aberturas on-line e “participe” virtualmente.

Em Hong Kong, o mundo da arte está se unindo para viver visitas a galerias e palestras com artistas on-line. Abra uma garrafa de vinho e tente participar do mundo da arte do seu sofá.

computador e vinho
pixabay

Incentive amigos e familiares em casa a se envolverem nas artes.

À medida que escolas, restaurantes, bares, reuniões e eventos fecharam, as pessoas procuram maneiras de ocupar seu tempo em casa.

Apesar de as maratonas na Netflix serem boas por um tempo, o tempo de inatividade também é uma boa oportunidade para enriquecer sua vida com uma nova experiência (digital).

As famílias que têm filhos em casa estarão procurando maneiras de manter seus filhos entretidos e educados.

Incentive seus amigos que normalmente não estão envolvidos nas artes a considerar uma aula de arte on-line para as crianças ou uma visita virtual a um museu.

Não foi possível salvar sua inscrição. Por favor, tente novamente.
Sua inscrição foi bem sucedida.

Você quer receber informações sobre cultura, eventos e mercado de arte?

Selecione abaixo o perfil que você mais se identifica.

Estudou cinema na NFTS (UK), administração na FGV e química na USP. Trabalhou com fotografia, cinema autoral e publicitário em Londres nos anos 90 e no Brasil nos anos seguintes. Sua formação lhe conferiu entre muitas qualidades, uma expertise em estética da imagem, habilidade na administração de conteúdo, pessoas e conhecimento profundo sobre materiais. Por muito tempo Paulo participou do cenário da produção artística em Londres, Paris e Hamburgo de onde veio a inspiração para iniciar o Arteref no Brasil. Paulo dirigiu 3 galerias de arte e hoje se dedica a ajudar artistas, galeristas e colecionadores a melhorarem o acesso no mercado internacional.

Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários