Artes Plásticas

Projeto Zip’Up

Por Paulo Varella - fevereiro 20, 2013
2417 0
Pinterest LinkedIn

Quem é o artista? Alessandra Duarte e Mônica Tinoco
O que vai ter na exposição? A Zipper Galeria promove a abertura da exposição“Luz em Túlia”, individual da artista Alessandra Duarte que apresenta uma série de pinturas e fotografias inéditas inspiradas pelas ruínas do seu antigo ateliê. Já o projeto Zip’Up, exibe a individual da artista Monica Tinoco que retrata a discussão crítica e metalinguística da pintura atualmente.
A galeria é conceituada? A Zipper é uma das galerias mais importantes de SP.
Até quando? de 21 de fevereiro até 16 de março

Zipper Galeria apresenta as exposições “Luz em Túlia”, de Alessandra Duarte, e “Nova Abstração Nova”, de Monica Tinoco, para o projeto Zip’Up 

São Paulo, fevereiro de 2012 – No dia 21 de fevereiro, às 19h, a Zipper Galeria promove a abertura da exposição“Luz em Túlia”, individual da artista Alessandra Duarte que apresenta uma série de pinturas e fotografias inéditas inspiradas pelas ruínas do seu antigo ateliê. Já o projeto Zip’Up, exibe a individual da artista Monica Tinoco que retrata a discussão crítica e metalinguística da pintura atualmente. Ambas as exposições ficam em cartaz até 16 de março.

A grande sala da Zipper recebe a segunda individual da artista Alessandra Duarte na galeria. Em 2011, Alessandra apresentou a exposição “Já Vou” com curadoria de Mario Gioia e, nesta mostra, a artista expõe uma série de pinturas e fotografias inéditas, que foram produzidas no decorrer de 2012, sobre as ruínas e arquitetura destruída de seu antigo ateliê em São Paulo, quase um ano após sua demolição. “Tenho voltado com frequência ao ateliê demolido e desenvolvi uma série de pinturas baseadas nesse ambiente, nos restos do ateliê, no entulho que sobrou. Me interesso por essa tema, pois encontrei elementos de paisagem natural, artificial e arquitetura dentro de um mesmo espaço em que pesquisei esses mesmos elementos durante meu trabalho naquele local”, explica Alessandra.

Esta é a primeira vez que a artista apresenta uma série de fotografias. “Misturo telas a óleo e fotografias da mesma temática. Procuro borrar a linha entre o real e o imaginário, onde uma tela pode parecer tão real ou imaginária quanto uma fotografia”, destaca Alessandra. Esse interesse da artista pelas ruínas de seu antigo ateliê a fomentaram a explorar outros caminhos em seu trabalho. Alessandra criou o que denomina de “pinturas-instalações” feitas em lugares destruídos e abandonados pela cidade de São Paulo. Nestes trabalhos, que também podem ser vistos como intervenções urbanas, a artista procura uma maneira de expandir a pintura para além dos espaços expositivos e abri-la em direção a paisagem urbana.

 

Zip’Up apresenta “Nova Abstração Nova”, de Monica Tinoco

Já no andar superior da Zipper, o projeto Zip’Up retoma sua programação. A partir deste ano os curadores Mario Gioia e Juliana Monachesi se revezam na curadoria das exposições. Para a abertura de fevereiro, Juliana apresenta a individual de Monica Tinoco intitulada “Nova Abstração Nova”.

A mostra reúne sete obras em grandes dimensões (pinturas e fotografias) e um amplo conjunto de trabalhos de pequeno e médio formatos (pinturas, colagens e ready mades). Todas as obras apresentadas têm em comum a discussão crítica e metalinguística da pintura hoje ou, mais especificamente, em tempos de hibridação de linguagens e de desmaterialização da imagem fotográfica. O assunto dos trabalhos é, sobretudo, a ideia da abstração como imagem. “A pintura figurativa não dá mais conta de refletir criticamente sobre o estatuto da imagem contemporânea. Ficou datada ou restrita a exaltar a cultura fotográfica que reina absoluta no século 21. A pintura abstrata nunca foi tão atual”, defende a curadora da exposição, Juliana Monachesi.

Alessandra Duarte

Nascida em São Paulo, formou-se em Artes Plásticas e História da Arte no Bard College, Nova York em 2007. Em 2012 foi selecionada para participar do 63° Salão de Abril em Fortaleza e teve uma individual no programa Individuais Simultâneas no Museu de Arte de Goiânia, GO. Em 2011 participou das exposições coletivas “Gira em CABA – Ciudad Autonoma de Buenos Aires”, Argentina, “Convivendo com Arte: Pintura Além dos Pinceis” no Centro de Exposições Santander em São Paulo, do 43° Salão de Arte Contemporânea de Piracicaba. Na Pinacoteca Municipal Miguel Dutra, foi selecionada para a exposição coletiva do Programa de Exposições 2011 do Museu de Arte de Ribeirão Preto (MARP) e participou da exposição itinerante, “Até Meio Quilo”, através da qual apresentou o seu trabalho na Pinacoteca de Santos, Museu de Arte Contemporânea de Campinas (MACC), Museu de Arte Contemporânea de Jataí (MAC), e o Museu Eugênio Teixeira Leal (Salvador, BA), entre outros. Em 2008 participou de exposições coletivas na A.I.R. Gallery e Soho20 Gallery, ambas em Chelsea. Voltou ao Brasil em 2009 onde sua primeira exposição individual foi “Já Vou” (2011), com curadoria de Mario Gioia, na Zipper Galeria.

Monica Tinoco

Monica Tinoco é artista plástica. Formada em Comunicação Visual pela Faap, participa de exposições de arte desde 2006. Realizou exposições individuais no Centro Cultural São Paulo, Museu de Arte de Ribeirão Preto, Museu Universitário de Arte de Uberlândia e Usina do Gasômetro em Porto Alegre. Foi premiada no 16º Encontro de Artes Plásticas de Atibaia e no 37º Salão de Arte Contemporânea Luiz Sacilotto.

Sobre a Zipper Galeria

Eleita a melhor galeria de arte de São Paulo na votação do Guia da Folha por dois anos consecutivos (2011 e 2012), a Zipper Galeria foi idealizada por Fabio Cimino, um dos mais importantes galeristas brasileiros. Em 1983 começou sua carreira no mercado de arte com Raquel Arnaud, com quem trabalhou por dez anos. Entre 1993 e 1996, trabalhou como consultor de arte e marchand, auxiliando na criação e no desenvolvimento de diversas coleções públicas e privadas. Em 1997, fundou a Galeria Brito Cimino. Desde então tem desempenhado papel fundamental no lançamento e na consolidação de grandes nomes da arte contemporânea brasileira. No ano de 2010 inaugurou a Zipper Galeria, focada na prospecção, divulgação, promoção e colocação no mercado da obra de talentos emergentes brasileiros para que uma nova geração de artistas seja consolidada.

Com projeto arquitetônico assinado por Marcelo Rosenbaum, o prédio da Zipper Galeria está localizado no bairro dos Jardins, em São Paulo. O espaço foi especialmente planejado para abrigar exposições, acervo e áreas de convivência. A Zipper Galeria concentra um grupo de artistas promissores dentro do segmento de arte no Brasil: Alessandra Duarte, Ana Holck, Bruno Kurru, Bruno Vieira, Carolina Ponte, Deborah Engel, Estela Sokol, Felipe Morozini, Fernando Velázquez, Highraff, James Kudo, Jardineiro, João Castilho, Geraldo Marcolini, Katia Maciel, Nati Canto, Pedro Varela, RAG, Renata Egreja, Ricardo Rendón, Ricardo van Steen, Rodrigo Cunha, Rodrigo Zeferino, Suzana Scheinkman, Valentino Fialdini e Wagner Pinto. Mais: www.zippergaleria.com.br.

“Luz em Túlia”, por Alessandra Duarte, e “Nova Abstração Nova”, por Monica Tinoco @ Zipper Galeria

Não foi possível salvar sua inscrição. Por favor, tente novamente.
Sua inscrição foi bem sucedida.

Você quer receber informações sobre cultura, eventos e mercado de arte?

Selecione abaixo o perfil que você mais se identifica.

Próximo artigo

Estudou cinema na NFTS (UK), administração na FGV e química na USP. Trabalhou com fotografia, cinema autoral e publicitário em Londres nos anos 90 e no Brasil nos anos seguintes. Sua formação lhe conferiu entre muitas qualidades, uma expertise em estética da imagem, habilidade na administração de conteúdo, pessoas e conhecimento profundo sobre materiais. Por muito tempo Paulo participou do cenário da produção artística em Londres, Paris e Hamburgo de onde veio a inspiração para iniciar o Arteref no Brasil. Paulo dirigiu 3 galerias de arte e hoje se dedica a ajudar artistas, galeristas e colecionadores a melhorarem o acesso no mercado internacional.

Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários