Podcasts

Qual é o papel de uma curadora independente ?

Por Paulo Varella - maio 7, 2019
5492 3
Pinterest LinkedIn

Assine este podcast na Apple Store

Apple Store

Assine este podcast no Spotify

Spotfy

No programa de hoje eu conversei com uma das maiores curadoras independentes do Brasil, a Adriana Rede.

Nós conversamos sobre o papel da curadoria e dos programas de educação criados pelos museus e galerias.

Making of das gravações deste podcast:

É aqui que fazemos a gravação dos Art Talks.
Adriana Rede
Adriana Rede no final da entrevista

O currículo de Adriana

  • Realiza a curadoria do Chapel Art Show em SP há mais de 10 anos
  • Foi assistente em exposições no MAM SP
  • Curadora em exposições no Museu MAJ em Joinville
  • Museu do SESC em Curitiba
  • Museu da Caixa Cultural em SP
  • Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo (MAC USP)
  • Curadora de exposição em um dos hubs da Bienal de Curitiba.
  • Curadora de artista brasileiro participante do EMOP-European Month of Photograph, Berlin, Alemaha

Autora de textos críticos sobre obras, exposições, artistas, movimentos, outros.

Palestrante em diversas instituições no Brasil e exterior, como Feira Parte em SP e no Miami Dade College – USA.

ALGUMAS EXPERIÊNCIAS COMO CURADORA EM MUSEUS e INSTITUIÇÕES CULTURAIS

  • Curadoria da Exposição “As Naturezas que nos Cercam”, parte das comemorações de 25 anos da Bienal Internacional de Curitiba – Curitiba – PR.
  • Curadoria da Exposição “Foto Synthese”- EMOP – European Month of Photograph – Embaixada Brasileira em Berlin – Berlin, Alemanha.
  • Curadoria da Exposição “Um Tronco para Exu” no MAC – Museu de Arte Contemporânea da USP – São Paulo – SP.
  • Curadoria da Exposição “Castelos de Areia” no Museu da Caixa Cultural São Paulo – São Paulo – SP.
  • Curadoria da Exposição “Castelos de Areia” no Museu do Sesc – Curitiba – Paraná.
  • Curadoria da Exposição “Castelo da Princesa” no MAJ – Museu de Arte de Joinville – Santa Catarina.
  • Assistente do curador Ricardo Resende, na exposição “Panorama dos Panoramas” no MAM SP – Museu de Arte Moderna de São Paulo.
  • Co curadoria na exposição coletiva “Recortes do Acervo” no MAM SP -Museu de Arte Moderna de SP, com os colegas como finalização do curso de curadoria e expografia.

ALGUMAS EXPERIÊNCIAS COMO CURADORA INDEPENDENTE

  • Curadoria em exposições individuais dos artistas:
  • Florian Raiss – esculturas
  • Luiz Paulo Baravelli – pinturas
  • Antonio Henrique Amaral – pinturas e desenhos
  • Claudio Tozzi – pinturas
  • Judith Lauand (arte concreta) – pinturas, desenhos e gravuras
  • Katia Canton – pinturas, desenhos, instalações, vídeo
  • Nelson Leirner – mix mídia, fotografias, objetos
  • Hugo França – instalação
  • German Lorca – fotografia
  • Ricardo de Vich – fotografia

Curadoria em exposições coletivas:

  • CHAPEL ART SOW – Ocupa há mais de 10 anos a posição de Curadora e Coordenadora Geral da Exposição Coletiva beneficente anual, existente há mais de 50 anos. A exposição conta com mais de 100 artista e aproximadamente 1.000 obras expostas – São Paulo – SP.
  • Curadoria da Exposição Memória e Engajamento – 12 artistas. Exposição de inauguração da Galerie Brésil, São Paulo – SP.
  • Curadoria da Exposição As Naturezas que nos Cercam – Artistas German Lorca, Jardineiro Andre Feliciano, Juliane Fuganti, Marcelo Conrado – Galeria Zilda Fraletti, Curitiba – PR (COMO PARTE DAS COMEMORAÇÕES DA BIENAL INTERNACIONAL DE CURITIBA).
  • Curadoria das obras de arte para o lounge do arquiteto brasileiro ISAY WEINFIELD na Chácara Santa Helena – São Paulo – SP. Artistas : German Lorca, Claudio Tozzi, Kika Levy, Patricia Furlong, Luiz Paulo Baravelli, Hugo França, Arnaldo Battaglini, Tomie Ohtake.
  • Curadoria das peças e montagem de exposição com obras do artesanato e design brasileiro para projeto do Governo do Estado de São Paulo, com apoio das EMBAIXADAS BRASILEIRAS NA EUROPA (PARIS, FRANÇA – LISBOA, PORTUGAL – MADRID, ESPANHA – MILÃO, ITÁLIA).
  • Curadoria de peças do artesanato e design bahiano para projeto de pesquisa da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia na FEIRA MAISON & OBJET – Villepinte, Ilê-De-France, FRANÇA .
  • Curadoria das peças do artesanato e design brasileiro para pesquisa na L’ARTIGIANO IN FIERA – MILÃO, ITÁLIA.
  • Curadoria com peças de artesanato e design Paulista na ABACH – ACADEMIA BRASILEIRA DE ARTE, CULTURA E HISTÓRIA/ Casa da Fazenda do Morumbi – São Paulo – SP.

DEMAIS TRABALHOS EM CURADORIA:

  • Colaboradora permanente com textos sobre arte para o Grupo Quartier des Arts.
  • Coordenação de visitas a feiras e exposições internacionais.
  • Curadoria e consultoria para projetos educativos ligados à arte.
  • Curadoria e consultoria para montagem e complementação de coleções particulares.
  • Curadoria do acervo institucional Chapel School Art Collection, com mais de 300 obras de arte, catalogação e conservação e certificação de obras.
  • Publicação do livro Chapel Art Collection.

AFFILIATIONS:

  • Membro do Conselho Editorial da Revista Inside Chapel
  • Membro da ABACH – Academia Brasileira de Arte, Cultura e História há 22 anos
  • Membro sócio do MAM – Museu de Arte Moderna de SP há 20 anos.
  • Membro da APCA – Associação Paulista de Críticos de Arte

Museus citados na nossa conversa

Pinacoteca do estado

http://pinacoteca.org.br/

MAC USP

http://www.mac.usp.br/mac/

MAM

3
Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificar de
Fernanda Eva
Visitante
Fernanda Eva

sempre muito boas as entrevistas do Paulo. Dessa vez foi especial com a querida Adriana. Parabéns!

EDIMILSON antonio mota
Visitante
EDIMILSON antonio mota

Olá, sou professor da UFF Geógrafo e para a formação de professor onde atuo, utilizo a arte como uma das linguagens para estudar o espaço. Atualmente estou para abrir uma exposição feita a partir de trabalho de campo, com aunos meus, onde a fotografia foi a linguagem utilizada. Na verdade eu acabo atuando como curador e produtor da exposição. Ouvir esse podcast muito afirmou algo que venho fazendo. Alguns deve achar estranho um geógrafo tão inclinado para o campo da arte, rss. Não ligo né… quem disse que a arte tem fronteira eu não a vejo, pelo contrário enchergo em… Leia mais