Série

6 curiosidades para entender a minissérie Chernobyl

CUIDADO! Esta matéria contém spoilers

Por Equipe Editorial - julho 2, 2019
1880 0
Pinterest LinkedIn

A obra foi montada de maneira bem inusitada começando pelo suicídio do cientista Valery Legasov, ocorrido dois anos após o desastre. Como personagem principal ele foi o maior envolvido na contenção da emergência e deixou um legado memorável ao pressionar o governo a tomar medidas preventivas em outras usinas similares de sua nação. Ele também gravou fitas em que registra a perseguição do governo que não queria que ele divulgasse os motivos do acontecimento. Quem interpreta esta figura é o ator Jared Harris.

Chernobyl não é para quem tem estômago fraco. Ele é possivelmente o seriado mais chocante do ano onde são mostradas diversas pessoas sofrendo os efeitos da radiação. Este tipo de contaminação pode ser considerado uma das maneiras mais horríveis de morrer.

Vasily-Ignatenko-e-sua-esposa-estão-entre-os-personagens-reais-retratados-na-minissérie.jpg
Vasily Ignatenko e sua esposa estão entre os personagens reais retratados na minissérie

Autoridades ignorantes

Durante os primeiros dias da explosão os chefes de estado ignoraram Legasov e ao invés de evacuar a cidade fizeram um cerco blindando o local com a intenção de ocultar o que estava acontecendo dos outros países.

Cena em que Legasov se reúne com políticos soviéticos

Heróis

Também muitos trabalhadores foram sacrificados nas tentativas de parar a emissão de radiação. Esse elemento químico, quando presente em quantidades exorbitantes, como era o caso, causa danos a equipamentos elétricos e apelar para seres humanos foi a única forma que eles encontraram de evitar prejuízos muito mais graves como a poluição permanente de lençóis freáticos com produtos cancerígenos.

Mineiros que cavaram túnel sob a usina para impedir a contaminação de lençóis freáticos
Mineiros que cavaram túnel sob a usina para impedir a contaminação de lençóis freáticos

Papel da União Soviética

Cartaz da minissérie
Cartaz da minissérie

Quem governava a URSS na época da catástrofe era Mikhail Gorbatchov. Ele relata em sua biografia que o ocorrido foi uma das principais causas da queda da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas. O governo é retratado no programa da HBO com uma postura extremamente negligente e mentirosa. Antes e depois da situação ser controlada a KGB, polícia secreta da Rússia, ameaçou, prendeu e boicotou todos os que buscavam expor o escândalo.

Entenda a catástrofe

Legasov e Boris Scherbina coordenando helicópteros sobre a usina
Legasov e Boris Scherbina coordenando helicópteros sobre a usina

O acidente ocorreu devido a um teste que simulava uma queda de energia na usina. Nesta situação o reator seria resfriado com jatos d’água e posteriormente com barras de contenção. Estas medidas foram tomadas porém, o resultado foi a explosão do teto do reator o que espalhou radiação a quilômetros da atual cidade fantasma de Pripyat. A situação mais grave foi o fato da usina, ao querer economizar, utilizar o material mais barato para as barras de contenção, o grafite. Esse minério estava na ponta das barras que controlariam o reator nuclear, porém isso gerava um aumento na temperatura.

https://arteref.com/cinema/os-10-melhores-filmes-de-terror-para-voce-assistir-no-netflix/

Vilão

Anatoly Dyatlov era o supervisor da usina e responsável pelo teste que há três anos eles tentavam fazer. Apesar de todos os alertas de colegas, e até das próprias máquinas, de que o experimento daria errado Dyatlov insistiu em continuar forçando o reator porque se concluísse naquele dia ele receberia uma promoção.

À esquerda o cientista Dyatlov (interpretado por Paul Ritter), um dos maiores responsáveis pelo desastre
À esquerda o cientista Dyatlov (interpretado por Paul Ritter), um dos maiores responsáveis pelo desastre

Liberdade criativa

Nem tudo na obra é verídico. O criador, Craig Mazin, teve liberdade para inserir coisas que dessem sentido ao programa. Uma delas é a criação personagem de Ulana Khomyuk. Esta mulher, interpretada por Emily Watson, na verdade nunca existiu. Muito presente na maioria das cenas, ela representa toda a equipe de cientistas que trabalharam para evitar a repetição do acidente e garantir que a verdade viesse à tona, já que o governo não estava medindo esforços para abafar o caso.

Ulana Khomyuk, personagem que representa a classe científica diante do ocorrido
Ulana Khomyuk, personagem que representa a classe científica diante do ocorrido

Conte para o Arteref qual foi a sua impressão da minissérie. Quais foram as cenas e personagens mais marcantes para você?

Não foi possível salvar sua inscrição. Por favor, tente novamente.
Sua inscrição foi bem sucedida.

Você quer receber informações sobre cultura, eventos e mercado de arte?

Selecione abaixo o perfil que você mais se identifica.

Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários