Movimentos

O que é a arte feminista?

Entenda como ela tem servido como força motriz inovadora para expandir a definição de arte

Por Equipe Editorial - julho 15, 2019
7588 0
Pinterest LinkedIn

É uma categoria de arte associada ao movimento feminista do final dos anos 1960 – 70 que destaca as diferenças sociais e políticas sofridas pelas mulheres. O ganho esperançoso desta manifestação artística foi trazer uma mudança positiva e compreensiva para o mundo, na esperança de levar à igualdade.

Os meios utilizados vão desde as formas de arte tradicionais, como a pintura, até métodos mais heterodoxos, como a arte performática, a arte conceitual e corporal, o vídeo, o cinema e a arte em fibra. A arte feminista tem servido como uma força motriz inovadora para expandir a definição de arte através da incorporação de novas mídias e uma nova perspectiva.

Shirin Neshat (Rebellious Silence)

A arte feminista hoje

Seus desenvolvimentos continuam até hoje. A crescente proeminência de mulheres artistas na história da arte, bem como a prática da arte contemporânea pode ser atribuída ao feminismo.

Alguns dos temas do presente movimento são geralmente excluídos de outros movimentos da arte, tais como as funções biológicas do sexo feminino ou maternidade.

É, portanto, uma arte política, que afirma ser feita por mulheres, sobre as mulheres e seus status sociais, abordando questões como estupro, racismo ou condições de trabalho. Os meios de comunicação eram diferentes das performances para as artes menores como bordados, panos, ou retalhos de corte de papel.

arte feminista
GuerrillaGirls (Poster)

Dentro do movimento de arte feminista destaca-se a Pattern Painting (padrões de pintura e decorativos). Era uma corrente que nasceu a partir de um grupo de artistas que se opuseram ao minimalismo californiano que usou técnicas artesanais “femininas”. Esta tendência foi sintetizada por Tony Robbin, Valérie Jaudon e Myriam Schapiro.


A grande mostra de arte feminista

Wack! Arte e a Revolução Feminista, (2007) Connie Butler como curador para MOCA em Los Angeles, foi a primeira exposição, abrangente e histórica, que examinou as fundações e o legado da arte feminista internacional. Centrou-se na apresentação do período de 1965 – 1980, durante o qual aconteceu com mais intensidade o ativismo feminista. A exposição inclui obras de 120 artistas dos Estados Unidos, Europa, América Latina, Ásia, Canadá, Austrália e Nova Zelândia.

arte feminista
Wonderland (Miriam Shapiro)

Artistas do movimento feminista:

  • Coletivo Art femmes: Aline Dallier e François Eliet.
  • Eleonor Antin
  • Isabelle Champion-Métadier
  • Judy Chicago
  • Jacqueline Dauriac
  • Margaret Harrisson
  • Valérie Jaudon, pattern painting
  • Joan Jonas
  • Mary Kelly
  • Suzanne Lacy
  • Sheila Levrant de Bretteville
  • Léa Lublin
  • Annette Messager
  • Kate Millett
  • Adrian Piper
  • Arlene Raven
  • Miriam Schapiro, pattern painting
  • Monica Sjoo
  • Nancy Spero
  • Eleanor Tufts
  • Faith Wilding
  • June Wayne
  • Mary Yates
  • Guerrilla girls

Você gostaria de receber nossos e-books sobre o mercado de arte?

[sibwp_form id=1]


Fontes

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificar de