Artes Plásticas

De Paris para o ABC: criaturas fora do comum

Por Equipe Editorial - junho 30, 2016
2363 0
Pinterest LinkedIn

Quem é o artista?
Andrey Rossi
Ele que, apesar de jovem, tem 28 anos, e nascido na pacata cidade de Porto Ferreira – no interior de São Paulo, já ostenta marcos significativos em sua carreira. Tais como, contar com obras em grandes acervos institucionais como o do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, e em importantes coleções particulares como na coleção Gilberto Chateaubriand, e na coleção Coleccion Gomez Porsche, em Buenos Aires, na Argentina.

O que terá na mostra?
Pinturas, desenhos, assemblages, uma escultura e instalação.

Onde vai ser?
Casa do Olhar Luiz Sacilotto (endereço abaixo).

É um bom programa?
Sim, a Casa do Olhar Luiz Sacilotto oferece e incentiva a produção e reflexão artística a respeito das artes visuais, em especial das artes plásticas em Santo André.

Quando?
8 de julho, a partir das 19h – Encerramento: 30 de julho

Desenhando nas paredes do museu – Our View From Here – Hirshhorn D.C.

Em Amado e Odiado o artista propõe uma reflexão sobre o que é admirável aos olhos

Sem medo de experimentar e projetar novas criaturas que mesclam formas conhecidas, porém desconstruídas do senso comum, Andrey Rossi, artista representado pela OMA | Galeria, retorna ao ABC Paulista para apresentar suas mais recentes produções na mostra Amado e Odiado, na Casa do Olhar Luiz Sacilotto. Com abertura marcada para às 19h, do dia 8 de julho, e encerramento no próximo dia 30, nesta exposição o artista ressalta e perturba o expectador ao evidenciar que o excêntrico pode ser belo.

Segundo Thomaz Pacheco, galerista do espaço que o representa e curador de Amado e Odiado, as reflexões propostas nas obras de Rossi vão além do que se vê. “Ele enxerga beleza onde o padrão não se estabelece. Ele faz seus próprios seres, que por vezes têm um aspecto de que saíram errados – é como se pudéssemos ter contato com suas experimentações. Sem dúvidas, é um trabalho desconcertante, pois apesar de artístico e belo, não é uma arte ‘romântica’”, comenta.

A mostra reúne dez telas – das quais algumas já integraram uma coletiva em Paris entre o segundo semestre de 2015 e início deste ano, porém ainda inéditas no Brasil -, seis desenhos, uma escultura e uma instalação.

A classificação é livre e a entrada gratuita.

SERVIÇO
Amado e Odiado, com obras de Andrey Rossi, na Casa do Olhar Luiz Sacilotto
Abertura: 8 de julho, a partir das 19h – Encerramento: 30 de julho
Endereço: Rua Campos Sales, 414, Centro – Santo André
Horário: Visitação de terça a sexta, das 10h às 17h; aos sábados, das 10h às 15h
Classificação livre
Gratuito

Veja também:

Conheça lugares abandonados que se tornam galerias de arte urbanas

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificar de