Artigos Acadêmicos

Maneirismo nos Países Baixos

Saiba mais sobre os principais centros do maneirismo na região e seus maiores nomes.

Por Fatima Sans Martini - setembro 16, 2019
140 0
Pinterest LinkedIn

O Maneirismo busca atingir a discordância em oposição à harmonia e criar novos efeitos na pintura. A partir das linhas inclinadas, as complexas formas se movimentam em um espaço diminuto. Os corpos se contorcem. Os temas se dividem em: mitológicos, religiosos, natureza morta, paisagens e cenas de gênero. Haarlem e Utrecht tornam-se os maiores centros do maneirismo nos Países Baixos do Norte.

Entre os principais pintores maneiristas encontram-se: Jan van SCOREL (1495-1562), Maerten VAN HEEMSKERCK (1498-1574); Aertgen Claesz, conhecido por Aertgen van LEYDEN (ca. 1498-1564), Pieter AERTSEN (ca. 1508-1575), Anthonis MOR (1519- c.1576/78), Pieter BRUEGHEL2, o velho (1525/30-1569), Pieter PIETERSZ, o velho (ca.1541-1603), Cornelis KETEL (1548-1616), Cornelis Cornelisz VAN HAARLEM (1562-1638), Abraham BLOEMAERT (1566-1651), Jan SAENREDAM (1565-1607), Jacob MATHAM (1571-1631). Da Antuérpia, Joachim BEUCKELAER (ca. 1533-1575) e Bartholomeus SPRANGER (1546-1611). Da Alemanha, Hendrik GOLTZIUS (1558-1617)


Jan van SCOREL (1495-1562)

Em Amsterdam, por volta de 1512, Jan van SCOREL (1495-1562) frequentou a oficina de Jacob Cornelisz van OOSTSANEN (1472/77- ca.1533) e a partir de 1518, viajou a estudos para a Alemanha e Áustria, aventurando-se até Jerusalém. Na Itália ao passar por Veneza foi influenciado, principalmente, pelas obras de GIORGIONE (c.1476/7-1510).

Em Roma, recebeu a influência de RAFAEL Sanzio (1483-1520) e MICHELANGELO (1475-1564) e tornou-se amigo do Papa Adriano VI3, de origem holandesa. Essa amizade garantiu-lhe acesso à coleção de pinturas e esculturas do Vaticano, chegando inclusive a supervisioná-las. As obras produzidas em grande número nesse período, foram comissionadas pelo amigo, o que lhe valeu um bom retorno financeiro.

Ao se estabelecer em Utrecht, por volta de 1530, Scorel dedicou-se a uma longa carreira como pintor e mestre. Dentre os seus pupilos encontra-se Maerten van HEEMSKERCK (1498-1574), um dos maiores representantes do Maneirismo, que se tornou o estilo predominante na Holanda do século XVI.

Maneirismo nos Países Baixos; Jan van SCOREL (1495-1562) Paisagem com Betsabá1, ca. 1540-1545. Óleo sobre madeira, 100,4x203,9.  Rijksmuseum, Amsterdam, Holanda.
Jan van SCOREL (1495-1562) Paisagem com Betsabá4, ca. 1540-1545. Óleo sobre madeira, 100,4×203,9. Rijksmuseum, Amsterdam, Holanda.

Na obra Paisagem com Betsabá, Scorel leva o observador para a Antiguidade Clássica no vasto panorama: das estátuas monocromáticas das fontes antigas para a arquitetura do palácio. Betsabá encontra-se sentada no primeiro plano à esquerda, nua, banhando-se nas águas transparentes da fonte. O rei David, representado na pequena figura na varanda, no canto superior à direita, espia a bela mulher. Seduzido por sua beleza, ele a chamará ao palácio. Além do adultério, mais tarde, David organizará a morte do marido, Uriah.

A história se passa na parte inferior do largo retângulo. À esquerda próxima à Betsabá a fonte é adornada por uma ninfa montada sobre uma espécie de golfinho.

Mais para o centro, uma estátua de deus das águas repousa angustiado sobre um canapé, decorado com uma máscara trágica. Por trás, os troncos das árvores e o barranco rochoso se misturam ao arbusto que desce em diagonal para a direita, separando os planos e levando o observador às demais figuras femininas e masculinas, em diferentes planos, e conforme diminuem de tamanho, o olhar recai sobre o rei, que acaba de entregar a carta/convite ao mensageiro.

A figura masculina que sai da passagem abaixo da escada, dada a sua posição, lembra o mensageiro que se encaminha em alta velocidade para levar o convite à Betsabá.

As figuras subindo e descendo sobre a escadaria reforça a sensação da história contada de trás para a frente e vice-versa.


Bartholomeus SPRANGER (1546-1611)

Nascido na Antuérpia, Bartholomeus SPRANGER (1546-1611) viajou para a Itália por volta de 1567 e depois para a França, onde foi fortemente influenciado pela Escola de Fontainebleau5.

Em Viena trabalhou para o Imperador Maximiliano II6 e a partir de 1581 em Praga foi apontado como pintor da corte pelo Imperador do Sacro Império, Rodolfo II7, permanecendo ali até sua morte.

Spranger exerceu grande influência sobre os pintores de Haarlem, nos Países Baixos, no final do século XVI. Sua obra foi reproduzida em inúmeras gravuras por Hendrick GOLTZIUS (1558-1617)

Nas obras Maneiristas, Spranger utiliza figuras alongadas e robustas com ênfase no primeiro plano. Extremamente sensuais, muitas das figuras femininas apresentam um sorriso convidativo para o observador.

Spranger foi um dos primeiros artistas verdadeiramente internacionais, alcançando seu maior sucesso na Europa Central depois de passar uma década crucial na Itália. Com um estilo elegante, técnica virtuosa, e sujeitos eroticamente carregados, ele foi particularmente comemorado por seus nus amorosamente entrelaçados. Além disso, ele criou pinturas, desenhos e gravuras com alegorias religiosas e políticas evocativas, bem como paisagens e alguns raros retratos raros, todos os quais oferecem uma abundância de prazer visual. (THE METROPOLITAN MUSEUM OF ART. Tradução nossa8)

Maneirismo nos Países Baixos; Bartholomeus SPRANGER (1546-1611) O Martírio de São Sebastião, 1557-1564. Gravura, 20,6×9,1. (Gravura cortada na vertical, com o nome do artista) Hollstein Dutch 3. Rijksmuseum, Amsterdam, Holanda.
Bartholomeus SPRANGER (1546-1611) O Martírio de São Sebastião, 1557-1564. Gravura, 20,6×9,1. (Gravura cortada na vertical, com o nome do artista) Hollstein Dutch 3. Rijksmuseum, Amsterdam, Holanda.

Hendrik GOLTZIUS (1558-1617)

Hendrik GOLTZIUS (1558-1617), de origem alemã, é considerado o gravador mais influente do final do século XVI. Praticamente todas as suas gravuras foram catalogadas e editadas por Johann von Bartsch9 e Friedrich Hollstein10.

Em Haarlem, na Holanda do Norte, a partir de 1577, Goltzius, trabalhou como designer e gravador, destacando-se, de início, na produção de retratos, alguns gravados em pequenas, placas ovais de metais preciosos.

A partir de 1582, o artista Maneirista abriu sua própria empresa editorial. Com destaque no Norte dos Países Baixos, Goltzius lançou uma série de gravuras sobre as recompensas do trabalho, além da publicação de desenhos de diferentes artistas do seu tempo.

Em 1585 o estilo elegante e sensual de Bartholomeus SPRANGER (1546-1611) influenciou o desenho de Goltzius, levando-o para uma nova técnica na composição das gravuras Maneiristas, marcadas por figuras mitológicas.

Após a viagem à Itália entre 1590 e 1591, além de reproduções dos mestres italianos, Goltzius desenvolveu um estilo mais clássico nos seus projetos, trabalhando com temas religiosos.

A partir de 1600, Goltzius virou-se para a pintura, deixando sua oficina ao enteado Jacob MATHAM (1571-1631) e nas mãos dos extremados alunos. Muitas gravuras foram terminadas e publicadas mais tarde por ele, que se tornaria depois o próprio artista produtor.

Ao lado de Matham, Jan SAENREDAM (1565-1607) gravou a maior parte dos projetos do antigo mestre, famoso pela técnica inovadora, cujas impressões foram imensamente procuradas por colecionadores.

Hendrick GOLTZIUS (1558-1617) depois de Bartholomaeus SPRANGER (1546-1611) Sagrada Família, 1585. Gravura, 16.7x11.8. New Hollstein 1996, no. 337, State I/III. National Gallery of Art, Washington, EUA.
Hendrick GOLTZIUS (1558-1617) depois de Bartholomaeus SPRANGER (1546-1611) Sagrada Família, 1585. Gravura, 16.7×11.8. New Hollstein 1996, no. 337, State I/III. National Gallery of Art, Washington, EUA.

Veja mais sobre o assunto


Referências

MARTINI, F. R. Sans. Belo Apolo: apaixonado e vingativo. Interfaces da Educação., Paranaíba, v.9, n.25, p. 423-451, 2018.

NATIONAL GALLERY OF ART,Washington, EUA. Disponível em: https://www.nga.gov/collection/art-object-page.71103.html Acesso em 27 ago. 2019.

RIJKSMUSEUM,Amsterdam, Holanda. Disponível em: http://hdl.handle.net/10934/RM0001.COLLECT.178744 Acesso em 26 ago. 2019.

STATENS MUSEUM FOR KUNST, Copenhagen, Dinamarca. Disponível em: https://www.smk.dk/en/highlight/apollo-and-diana-punishing-niobe-by-killing-her-children/ Acesso em 26 ago. 2019.

THE METROPOLITAN MUSEUM OF ART, Nova York, EUA. Disponível em: https://www.metmuseum.org/art/metpublications/Bartholomeus_Spranger_Splendor_and_Eroticism_in_Imperial_Prague Acesso em 27 ago. 2019.


1 Abraham Bloemaert (1566-1651) participou do círculo de artistas Maneiristas formado, entre outros, por Cornelis Cornelisz VAN HAARLEM (1562-1638) e Hendrik GOLTZIUS (1558-1617). A obra de Bloemaert acompanha o estilo grandioso do Maneirismo, no entanto, a partir do final do século XVI, sua pintura apresenta formas maciças e dramáticas largamente influenciadas pelo novo estilo de CARAVAGGIO (1571-1610) que começava a ganhar adeptos, principalmente pelos artistas da cidade de Utrecht, nos Países Baixos, menos conservadores que os artistas de Haarlem.

2 Pieter BRUEGHEL, o velho (1525/30-1569) é um dos maiores pintores flamengos do século XVI, cuja obra é uma mistura alegórica do sagrado e do profano.

3 Nascido em Utrecht, o Papa Adriano VI (1459-1523) é o único papa nascido nos Países Baixos. A Reforma ocorreu durante seu papado.

4 Betsabá foi uma das mulheres mais poderosas do Velho Testamento. Ao vê-la banhando-se, David (o herói judeu que matou o gigante Golias) pediu a um mensageiro que a trouxesse ao palácio. Casada com Uriah, Betsabá avisou ao rei que estava grávida. Este tentou enganar Uriah, mandando que ele retornasse para dormir com a esposa. No entanto, Uriah se recusou, forçando o rei a enviá-lo para a frente da batalha. Com sua morte, o rei oficializou o casamento com a amante, que lhe deu como herdeiro o futuro rei Salomão.

5 A chamada Escola de Fontainebleau ocorreu a partir de meados ao final do século XVI junto ao Chateau de Fontainebleau, na França, dividindo-se em dois períodos artísticos. Entre os artistas, encontram-se: Giovan Battista do Jacopo, conhecido por ROSSO FIORENTINO, (1494-1540), Francesco PRIMATICCIO (1504 – 1570) Niccolò dell’Abbate, também conhecido como NICOLINO (1509/1512-1571), Léonard THIRY (1490-1550), Luca PENNI (1500-1557), Antoine CARON (1521-1599), François CLOUET (ca. 1510-1572), Benvenuto CELLINI (1500-1571) Ambroise DUBOIS (1542-1614), Martin FRÉMINET(15671619)e Toussaint DUBREUIL (ca. 1561-1602)

6 Imperador Romano-Germânico e Arquiduque da Áustria a partir de 1564, Maximiliano II (1527-1576) também foi Rei da Hungria, Croácia e Boêmia.

7 Filho do imperador Maximiliano II e sua esposa a arquiduquesa Maria da Áustria, Rodolfo II (1552-1612) foi Imperador Romano-Germânico, Arquiduque da Áustria e Rei da Hungria, Croácia e Boêmia.

8 Spranger became one of the first truly international artists, achieving his greatest success in Central Europe after spending a crucial decade in Italy. Favoring an elegant style, virtuoso technique, and erotically charged subjects, he was particularly celebrated for his amorously entwined nudes. In addition, he created paintings, drawings, and prints of evocative religious and political allegories, as well as atmospheric landscapes and a few rare portraits, all of which offer an abundance of visual pleasure. (The Metropolitan Museum of Art, Nova York, EUA)

9 Entre 1802 e 1821, Johann Adam Bernhard von Bartsch (1757-1821) publicou, em francês, vinte e um volumes com o título: Le Peintre Graveur. A obra de Bartsch foi reimpressa diversas vezes. Parte das gravuras foram republicadas no século XX, como parte do livro ilustrado, The Illustrated Bartsch, lançado em New York, pela Abaris Books, em 1978. Bartsch é responsável por desenvolver o sistema de numeração definitiva, com seu próprio nome seguido de um número.

10 O primeiro catálogo de Xilogravuras e gravuras flamengas e holandesas produzidas entre 1450 e 1700 documentado por Friedrich Wilhelm Hollstein (1888-1957) foi lançado em 1949/53 com o título: Dutch and Flemish etchings, engravings and woodcuts 1450-1700. A numeração Hollstein foi adotada nas casas de leilão e demais impressores. A nova série Hollstein foi reimpressa em 1993, com o objetivo de atualizar e aperfeiçoar as informações contidas nos volumes anteriores e inclui figuras-chave do estilo Maneirista.

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificar de