O que é arte contemporânea?

0
1085
Gerhard Richter „Abstraktes Bild (946-3)“ 2016, © Gerhard Richter 2017

Quando começou?

Não há um acordo entre sobre o início do período contemporâneo na arte. 

A maioria dos escritores sugere que o movimento começou por volta da segunda metade do século XX, após a Segunda Guerra Mundial, como ruptura com a arte moderna.

Depois da guerra os artistas mostraram-se voltados às verdades do inconsciente e interessados pela reconstrução da sociedade, mudar os costumes e a necessidade da produção em massa. Quando surgia um movimento na arte, este revelava-se por meio das variadas linguagens, através da constante experimentação de novas técnicas.

A arte contemporânea se mostrou mais evidente na década de 50, período que muitos estudos consideram o início do seu estado de plenitude. A efervescência cultural da década começou a questionar a sociedade do pós-guerra, rebelando-se contra o estilo de vida difundido no cinema, na moda, na televisão e na literatura.

Além disso, os avanços tecnológicos foram convulsivamente impulsionados pela corrida espacial e, como amostra dessa influência, as formas dos objetos tornaram-se, quase subitamente, aerodinâmicas e alusivas ao espaço, com forte recorrência ao brilho do vinil.

A ciência e a tecnologia abriram caminho à percepção das pessoas, de que a arte feita por outros, poderia estar a traduzir as suas próprias vidas.

Se a velocidade das máquinas e o movimento foram dois dos pilares da arte moderna, a percepção do tempo, por sua vez, continua sendo fator motivante para as expressões artísticas contemporâneas. Tal fato pode ser percebido nas interações em tempo real, fruto de assombrosos avanços tecnológicos, bem como das reflexões cada vez mais profundas sobre a inter-relação do homem com o espaço quadridimensional.

A consciência ecológica e o reaproveitamento de materiais são temas recorrentes, que se popularizaram no final do século XX. Em paralelo, a revolução digital e a consequente globalização, por meio da internet, formam o período mais recente da contemporaneidade.

Andy Warhol

A Definição

Os balanços e estudos disponíveis sobre arte contemporânea tendem a fixar-se na década de 1960, sobretudo com o advento da arte pop e do minimalismo, um rompimento em relação à pauta moderna, o que é lido por alguns como o início do pós-modernismo. Impossível pensar a arte a partir de então em categorias como “pintura” ou “escultura”. Mais difícil ainda pensá-la com base no valor visual, como quer o crítico norte-americano Clement Greenberg.

A cena contemporânea – que se esboça num mercado internacionalizado das novas mídias e tecnologias e de variados atores sociais que aliam política e subjetividade (negros, mulheres, homossexuais etc.) – explode os enquadramentos sociais e artísticos do modernismo, abrindo-se a experiências culturais díspares. As novas orientações artísticas, apesar de distintas, partilham um espírito comum: são, cada qual a seu modo, tentativas de dirigir a arte às coisas do mundo, à natureza, à realidade urbana e ao mundo da tecnologia.

As obras articulam diferentes linguagens – dança, música, pintura, teatro, escultura, literatura etc. -, desafiando as classificações habituais, colocando em questão o caráter das representações artísticas e a própria definição de arte. Interpelam criticamente também o mercado e o sistema de validação da arte.

As características da arte contemporânea

Alguns das principais características da arte contemporânea são:

  • Abandono dos suportes tradicionais;
  • Fusão entre arte e vida;
  • Uso das novas tecnologias e mídias;
  • Mistura de estilos artísticos;
  • Obras interativas;
  • Obras questionam a definição de arte;
  • Aproximação com a cultura popular;
  • Uso de diferentes materiais para a produção das obras;
  • Liberdade e efemeridade artística;
  • Baseado no conceito de sociedade da informação.

Período entre 1945 e 1965

Entre os movimentos mais célebres estão:

Período pós 1965

Entre os movimentos mais célebres estão:

Arte contemporânea no Brasil

No Brasil, a arte contemporânea começou a se desenvolver a partir da década de 1950, com o movimento vanguardista conhecido por Neoconcretismo.

Entre alguns dos principais artistas brasileiros:

Principais artistas da arte contemporânea no mundo

Entre alguns dos principais artistas contemporâneos estão:

  • Andy Warhol
  • Bansky
  • Damien Hirst
  • Jean-Michel Basquiat
  • Anselm Kiefer
  • Richard Serra
  • Bill Viola
  • Jeff Koons
  • Marina Abramović
  • Gerhard Richter
  • Takashi Murakami
  • Lucian Freud
  • Keith Haring.

 

Leia também:

12 artistas brasileiros contemporâneos que você precisa conhecer

Fonte: http://enciclopedia.itaucultural.org.br/ , Wikipedia

Artigo anteriorA ópera inacabada de Giacomo Puccini em São Paulo, imperdível
Próximo artigoClarissa Tossin em Azul Maia
Estudou cinema na NTFS( UK), Administração de Empresas na FGV e Química na USP. Trabalhou com fotografia, cinema autoral e publicitário em Londres nos anos 90 e no Brasil desde então. Sua formação lhe conferiu entre muitas qualidades, uma expertise em estética da imagem, habilidade na administração de conteúdo e pessoas e conhecimento profundo sobre materiais. Por muito tempo Paulo participou do cenário da produção artística em Londres, Paris e Hamburgo de onde veio a inspiração para iniciar o Arteref no Brasil: Um local para unir pessoas com um mesmo interesse, a arte contemporânea. Faz o contato e organiza encontros com os curadores, artistas e colecionadores que representam o conteúdo do qual falamos no Arte Ref

Comente:

Please enter your comment!
Please enter your name here